Está estudando para Médico - CIAS/MG? Veja o Programa de Estudo que preparamos para você:

Considere os dois textos a seguir para responder às próximas três questões.

Texto 1:

Para um negro. (Adão Ventura)

Para um negro
a cor da pele
é uma sombra
muitas vezes mais forte
que um soco.

Para um negro
a cor da pele
é uma faca
que atinge
muito mais em cheio
o coração.

Texto 2:

Nossa gente. (Márcio Barbosa)

Nossa gente também veio
pra ser feliz e ter sorte.

Nossa gente é quente
é bela e forte.

Mas às vezes essa gente
passa, inconsciente.

Sofre, mas não se mexe
ri, mas não se gosta.

Nossa gente inconsciente
sofrendo, fica fraca.

Nem vê que por dentro ainda
traz a força da mãe áfrica.

Nem vê que pode vencer
pois tem energia nos braços.

E pode ter liberdade
alegria e espaço.

Superando a pobreza
socializando a riqueza.

Inventando unidade
solidariedade, abraços.

Nosso povo é lindo
nosso povo é afro.

E perfeito vai destruindo
ódios e preconceitos.
“Esse povo negro
que se diz moreno.”

Com suas cores, com seu jeito
é um povo pleno.

Nossa gente é ventania
é ousadia, é mar cheio.

Nossa gente também veio
pra ser feliz e ter sorte.

No texto 1, “Para um negro”, o poeta insinua o que representa a cor da pele para um negro, “uma faca que atinge muito mais em cheio o coração”. Aí está presente a figura de linguagem:

  • A. Antítese.
  • B. Metáfora.
  • C. Hipérbole.
  • D. Anáfora.