Questões de Concurso de Campo lexical e campo semântico - Língua Portuguesa

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 1014806

Concurso Oficial Administrativo I 2018

Questão 10

Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível Médio

Assinale a alternativa que apresenta vocábulo em destaque utilizado em sentido figurado:
  • A. O empresário Luiz Figueiredo usou 1 150 painéis solares para cobrir o lago de sua fazenda…
  • B. Carlos Tabacow instalou 18 placas no teto de sua casa…
  • C. Iniciativas como essas começaram a se espalhar pelo país…
  • D. Do ponto de vista climático, as condições são favoráveis…
  • E. Ainda que hoje o mercado de equipamentos para a captação de energia engatinhe no país…

Questão de Concurso - 1002250

Concurso ALE Analista Legislativo - Área Redação 2018

Questão 3

Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Nível Superior

“Ela deve deixar de ser passiva para tornar-se ativa, voluntária: observo o que quero, porque quero, como quero, da forma que quero, quando quero observar.”

O trecho acima fala de vários aspectos da observação; assinale a opção que apresenta o aspecto cujo valor semântico está explicitado erradamente.

  • A. “o que quero” / o objetivo.
  • B. “porque quero” / a explicação.
  • C. "como quero” / o meio.
  • D. “da forma que quero” / o modo.
  • E. “quando quero observar” / o tempo.

Questão de Concurso - 1172094

Concurso Professor - Área: Pedagogia 2019

Questão 7

Ganzaroli Assessoria, Consultoria e Concursos (Ganzaroli)

Nível Superior

LEIA O TEXTO 02 PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES 5, 6, 7 e 8.

TEXTO 02

Rodrigo Ratier: Vamos repensar a noção de bom aluno?

Quando reforçamos apenas a disciplina e a obediência, estamos sufocando a atitude crítica que queremos obter

Eles estão sempre lá, atentos ao que você diz, prontos para responder o que você pergunta. Mãos levantadas, se voluntariam para ir à lousa resolver exercícios. Com indisfarçável orgulho, quase nunca erram na interpretação de texto. É verdade que monopolizam a participação, irritando - às vezes, acomodando - o restante da classe. Mas, quando cedemos a palavra à turma, ela costuma ser exclusividade desse grupo que nos acostumamos a classificar como “os bons alunos”.

É confortável ter esse tipo de estudante em sala. Eles não reclamam, não dão trabalho, concordam com o que você faz e só querem agradar. Mas autores clássicos da Educação têm uma opinião diferente sobre essa turma. Para o sociólogo francês Pierre Bourdieu (1930-2002), não se trata de bons alunos, mas de alunos dóceis. Bourdieu entende a docilidade como negativa, algo como uma disciplina submissa. Alunos dóceis são assim chamados porque aprenderam a desempenhar o papel que os docentes e a escola esperam deles: ordeiros, comportados e estudiosos. Como essas geralmente são as características mais valorizadas pelos professores, esses estudantes acabam recompensados com boas notas. O que não quer dizer que tenham sido bem formados...

“A verdadeira Educação cria cidadãos indóceis e difíceis de governar.” Por anos, tive essa frase do filósofo francês Nicolas de Condorcet (1743-1794) colada na borda do meu monitor. Queria algo que me lembrasse desse papel disruptivo da Educação. Era um recado para o Rodrigo professor, mas também para o Rodrigo estudante. Por muito tempo fui um aluno dócil, certinho e querido pelos professores. Acho que me desenvolvi muito mais quando consegui me tornar mais questionador. É uma conquista agridoce, incômoda. Na escola e no trabalho, arranjei uma dose maior de confusão. Mas, com o tempo, creio que me tornei mais útil - necessário, no melhor dos casos - aos grupos em que atuava.

Trata-se, também, de uma busca por uma prática mais coerente com o discurso. Valorizamos os “estudantes críticos”, mas o que é a crítica senão o questionamento, a não aceitação de ordens e argumentos sem justificativas e evidências? Ocorre que, muitas vezes, repreendemos o impulso questionador dos alunos, identificando neles “rebeldia” ou “desrespeito”. De fato, muitas vezes as falas de crianças e jovens são agressivas, mas penso que nossa tarefa é ajudá-los a encontrar o tom da divergência positiva em vez de simplesmente falar “não é assim, seja obediente que você vai se dar bem” - isso é exatamente o que estamos dizendo ao reforçar apenas os comportamentos dóceis. No fundo, é uma discussão sobre o tipo de sociedade que queremos para o futuro. Há quem defenda que o mundo será um lugar melhor com mais pessoas dizendo “sim, senhor”. Eu prefiro um planeta em que as palavras de ordem sejam “peraí... por quê?”. E você?

Rodrigo Ratier é repórter especial de NOVA ESCOLA e doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP) Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/12168/vamos-repensar-a-nocao-de-bom-aluno. Acesso em 25 mai.2019.

No texto o autor faz uso de algumas palavras que designam o que um aluno dócil deve ser: ORDEIROS, COMPORTADOS E ESTUDIOSOS. Tais palavras pertencem ao mesmo campo semântico que:

  • A. plácidos.
  • B. agitados.
  • C. distraídos.
  • D. críticos.

Questão de Concurso - 998997

Concurso COMPESA Assistente de Saneamento - Área Assistente de Gestão 2018

Questão 14

Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Nível Médio

Assinale a opção em que o diminutivo “velhinho” apresenta valor semântico diferente do da charge.
  • A. Não se devia pagar seguro a todos esses velhinhos desempregados.
  • B. Papai Noel sempre foi chamado de “o bom velhinho”.
  • C. Os velhinhos têm direito a atendimento especial.
  • D. A fila dos velhinhos tem atendimento preferencial.
  • E. Os velhinhos do asilo recebem ajuda da população da cidade.

Questão de Concurso - 1005786

Concurso ALE Analista Legislativo - Área Taquigrafia 2018

Questão 67

Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Nível Superior

Nas frases abaixo há uma série de correspondências vocabulares; aquela em que o vocábulo sublinhado está inadequado é:
  • A. SEMENTE está para PLANTA como OVO está para AVE.
  • B. TRIGO está para FARINHA como UVA está para VINHO.
  • C. PÁGINA está para LIVRO como PALAVRA está para FRASE.
  • D. MÃO está para CORPO como ROUPA está para ARMÁRIO.
  • E. OVO está para OMELETE como BATATA está para PURÊ.

Questão de Concurso - 1049027

Concurso PC/ES Perito Oficial Criminal - Área 8 2018

Questão 14

Instituto AOCP (AOCP)

Nível Superior

Utilize o Texto II para responder as questões de 12 a 15

Disponível em: www.jopbj.blogspot.com/2016/01/calvin-e-manipulacao-da-midia.html. Acesso em: 10/fev./2019.

Quanto às escolhas lexicais no texto, assinale a alternativa correta.
  • A. O pronome demonstrativo “esta” está inadequado por ter função anafórica.
  • B. No segundo quadrinho, “obrigado” deveria estar flexionado no feminino para concordar com “artificialidade das soluções rápidas”.
  • C. O termo “poderoso da mídia de massa” classifica-se como um aposto.
  • D. Por se tratar de um gênero textual informal, a linguagem utiliz ada por Calvin é inadequada.
  • E. O pronome demonstrativo “esta” é adequado por fazer referência espacial a um objeto próximo do falante.

Questão de Concurso - 1015683

Concurso SEDUC Professor - Área: Biologia 2018

Questão 17

Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Nível Superior

Assinale a opção em que a palavra “mapa” está empregada em um sentido metafórico e abstrato mais saliente.
  • A. “... sem entender o que é estar na fronteira e se saber à beira do mapa, a borda...” (linhas 02- 04)
  • B. “... mas antes tentaram pertencer a outros pontos do mapa e não puderam se fixar por falta de trabalho ou outras faltas.” (linhas 13-16)
  • C. “...lugar de pertencimento para quem tanto peregrinou pelo mapa do Brasil até finalmente alcançar a sua borda.” (linhas 61-63)
  • D. “Quem viveu escorregando de todos os mapas sente a dor dessa experiência no corpo.” (linhas 81-83)

Questão de Concurso - 1054876

Concurso UFMG Auditor 2018

Questão 3

Nível Superior

A coesão textual resulta de uma rede de relações criadas por meio de procedimentos e recursos, tais como a repetição, a substituição, a seleção lexical. Nas alternativas a seguir, há exemplos de retomada de elementos por meio da substituição lexical, EXCETO em:
  • A. [...] Steven Woolf e Laudan Aron consideraram esses óbitos a “ponta do iceberg” de uma crise de saúde mais abrangente [...]
  • B. Em 1960, eles tinham a expectativa de vida mais alta do mundo.
  • C. Os autores atribuem a esse fenômeno a maior resiliência de mulheres e homens negros [...]
  • D. Um painel conjunto do National Research Council e do Institute of Medicine investigou as causas dessa desvantagem crescente.

Questão de Concurso - 1025124

Concurso AGU Analista Técnico Administrativo 2018

Questão 10

Intituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (IDECAN)

Nível Superior

Assinale a alternativa que indique corretamente a relação semântica entre as falas do terceiro quadro, observando adequada correlação entre os tempos verbais.
  • A. Não obstante a lógica está errada, elas dançarão do mesmo jeito.
  • B. Embora elas venham a dançar do mesmo jeito, a lógica estará errada.
  • C. Porquanto a lógica estivesse errada, elas dançariam do mesmo jeito.
  • D. Posto que a lógica esteja errada, elas dançarão do mesmo jeito.
  • E. Conquanto elas viessem a dançar do mesmo jeito, a lógica estaria errada.

Questão de Concurso - 1037461

Concurso AGU Técnico em Comunicação Social 2018

Questão 9

Intituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (IDECAN)

Nível Superior

vA respeito da leitura da tirinha, analise as afirmativas a seguir:

I. A fala do segundo quadro mantém relação semântica direta com a fala do primeiro, mas não sintática.

II. A terceira fala permite inferir que são muitas pessoas pobres de espírito no mundo.

III. A frase do terceiro quadrinho é interjetiva.

Assinale

  • A. se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
  • B. se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
  • C. se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
  • D. se nenhuma afirmativa estiver correta.
  • E. se todas as afirmativas estiverem corretas.