Língua Portuguesa Interpretação de Texto Semântica (significação das palavras) Relações de significação entre as palavras

1 A vida humana só viceja sob algum tipo de luz, de

preferência a do sol, tão óbvia quanto essencial. Somos

animais diurnos, por mais que boêmios da pá virada e

4 vampiros em geral discordem dessa afirmativa. Poucas

vezes a gente pensa nisso, do mesmo jeito que devem ser

poucas as pessoas que acordam se sentindo primatas,

7 mamíferos ou terráqueos, outros rótulos que nos cabem por

força da natureza das coisas.

A humanidade continua se aperfeiçoando na arte de

10 afastar as trevas noturnas de todo hábitat humano. Luz soa

para muitos como sinônimo de civilização, e pode-se

observar do espaço o mapa das desigualdades econômicas

13 mundiais desenhado na banda noturna do planeta. A

parcela ocidental do hemisfério norte é, de longe, a mais

iluminada.

16 Dispor de tanta luz assim, porém, tem um custo

ambiental muito alto, avisam os cientistas. Nos humanos, o

excesso de luz urbana que se infiltra no ambiente no qual

19 dormimos pode reduzir drasticamente os níveis de

melatonina, que regula o nosso ciclo de sono-vigília.

Mesmo assim, sinto uma alegria quase infantil

22 quando vejo se acenderem as luzes da cidade. E repito para

mim mesmo a pergunta que me faço desde que me

conheço por gente: quem é o responsável por acender as

25 luzes da cidade? O mais plausível é imaginar que essa

tarefa caiba a sensores fotoelétricos espalhados pelos

bairros. Mas e antes dos sensores, como é que se fazia?

28 Imagino que algum funcionário trepava na antena mais alta

no topo do maior arranha-céu e, ao constatar a falência da

luz solar, acionava um interruptor, e a cidade toda se

31 iluminava.

Não consigo pensar em um cargo público mais

empolgante que o desse homem. Claro que o cargo, se

34 existia, já foi extinto, e o homem da luz já deve ter se

transferido para o mundo das trevas eternas.


Reinaldo Moraes. “Luz! Mais luz”. Internet: < www.nexojornal.com.br > (com adaptações).

A forma verbal “viceja” (?.1) poderia ser substituída por germina, sem prejuízo da coerência e da correção gramatical do trecho.

  • C.

    Certo

  • E.

    Errado