Medicina Especialidade Anestesiologia

P. P. S., 58 anos de idade, sexo masculino, etilista crônico e portador de cirrose hepática, é admitido com quadro de hematêmese moderada e melena, associado à queda do estado geral. Clinicamente observa-se paciente grave, ictérico +2/+4, afebril, consciente e orientado. Ele apresenta ascite volumosa, circulação colateral tipo porta, aranhas vasculares e ginecomastia moderada. No pronto-socorro, após as medidas iniciais, realiza-se paracentese com débito de oito litros de líquido ascítico turvo, encaminhado ao laboratório juntamente à amostra de sangue. Na análise do laboratório, obtêm-se gradiente soro-ascite albumina = 1,3 g/dL; adenosina deaminase do líquido ascítico = 10 UI; contagem de polimorfonucleares = 252/mm3; no plasma, ureia = 80 mg/dL e creatinina = 1,9 mg/dL. Acultura do líquido e do sangue não apresentaram crescimento de aeróbios e anaeróbios.

Com relação ao caso clínico apresentado, assinale a alternativa correta.

  • A. Os achados são compatíveis com peritonite bacteriana secundária com cultura negativa, que deve ser tratada como infecção polimicrobiana e com predomínio de gram negativos e anaeróbios entéricos. O tratamento deverá ser realizado com terapia antibiótica combinada, via endovenosa e oral, e o antibiótico de eleição é o ciprofloxacino nas respectivas doses para as vias de administração.
  • B. A análise laboratorial é diagnóstica para uma ascite neutrocítica cultura-negativa e deve ser tratada como um caso de peritonite bacteriana espontânea clássica. O tratamento poder ser realizado com cefotaxima 2 g de oito em oito horas por cinco dias, associadamente à albumina para redução da incidência de disfunção rena
  • C. Considerando apenas o volume de líquido ascítico removido, a albumina total que deve ser infundida é de 24 g a 30 g. O cálculo leva em conta a dose de 8 g a 10 g de albumina por litro de líquido ascítico removido após cinco litros de débito.
  • D. Todos os pacientes cirróticos com peritonite bacteriana prévia devem receber profilaxia durante os três primeiros meses com norfloxacino 400 mg/dia ou ciprofloxacino 750 mg/semana.
  • E. O quadro clínico-laboratorial é compatível com peritonite bacteriana espontânea, devendo ser realizada nova paracentese diagnóstica prévia ao tratamento. O antibiótico de eleição é o ceftriaxon e 1 g/dia a 2 g/dia durante cinco dias, e a albumina destina-se à correção por drenagem maior que cinco litros do líquido ascítico.