Medicina Especialidade Anestesiologia

Paciente F. N. M., 43 anos de idade, sexo masculino, trabalhador da construção civil, comparece ao serviço de atendimento com queixa de manchas na pele. Aponta que o quadro tem evolução aproximada de três anos, lento e progressivo, com manchas distribuídas por todo o corpo e sensação de queimação e de formigamento em mãos e pés. Essas manchas eram pálidas inicialmente, havendo acentuação da tonalidade para avermelhadas e queda de fâneros cutâneos na face. Clinicamente observam-se múltiplas máculas mal delimitadas, hiperemiadas e difusamente distribuídas em tronco e membros, associadas a espessamento dos nervos ulnar esquerdo e sural direito. Na pesquisa laboratorial de Barr para a linfa removida de uma das lesões, o resultado foi positivo (+++).

Considerando o quadro clínico apresentado, assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, a classificação do paciente pelos critérios da OMS e o tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde.

  • A. Forma tuberculoide e tratamento com seis doses mensais e supervisionadas de rifampicina associada a dapsona e clofazimina, conforme esquema.
  • B. Forma dimorfa e tratamento com 12 doses mensais de rifampicina associada a dapsona, conforme esquema.
  • C. Forma indeterminada e tratamento com seis doses mensais e supervisionadas de dapsona e clofazimina, conforme esquema.
  • D. Forma indeterminada e tratamento com seis doses mensais e supervisionadas de dapsona e clofazimina, conforme esquema.
  • E. Forma virchowiana e tratamento com 12 doses supervisionadas de pirazinamida e etambutol associadas a rifampicina.