Medicina Especialidade Anestesiologia

Paciente, 18 anos de idade, G1P0, pré-natal sem intercorrências, comparece ao pronto-socorro de obstetrícia por ruptura prematura de membranas ovulares há cinco horas. Está com 40 semanas e três dias de idade gestacional. Cultura para Streptococcus B hemolítico realizada com 36 semanas teve resultado positivo. Ao exame físico, obtiveram-se BCF = 142 bpm, DU = 2/30 segundos/10 minutos, toque vaginal = colo 50% apagado, dilatado em 4 cm, bolsa rota, líquido claro, polo cefálico em -3 de De Lee.

Com base no caso clínico apresentado, em relação à profilaxia para Streptococcus, assinale a alternativa correta.

  • A. Caso a paciente complete 18 horas de bolsa rota, deve ser iniciada profilaxia para Streptococcus, preferencialmente com penicilina cristalina intravenosa.
  • B. Caso a paciente complete 18 horas de bolsa rota, deve ser iniciada profilaxia para Streptococcus, preferencialmente com penicilina cristalina intravenosa.
  • C. Caso Caso a paciente complete 18 horas de bolsa rota, deve ser iniciada profilaxia para Streptococcus, preferencialmente com penicilina cristalina intravenosa.
  • D. A profilaxia deve ser iniciada imediatamente, já que a paciente se encontra em trabalho de parto.
  • E. Caso a paciente apresente febre durante o trabalho de parto, a conduta apropriada é o tratamento com penicilina benzatina.