Medicina Especialidade Cardiologia

No caso clínico apresentado, após estabilização do paciente com controle do quadro, efetuou-se otimização da medicação e foram realizados eletrocardiograma e ecocardiograma. Com os resultados obtidos, o paciente foi encaminhado para avaliação, para implante de dispositivos implantáveis ressincronizadores. No que se refere a essa terapia, é correto considerar como indicação classe I a presença de ecocardiograma com fração de ejeção de
  • A. 40%, ECG com ritmo de fibrilação atrial e QRS medindo 130 ms e classe funcional II na NYHA.
  • B. 35%, ECG com ritmo de fibrilação atrial ou sinusal e QRS medindo 110 ms e classe funcional III na NYHA.
  • C. 35%, ECG com ritmo de sinusal e QRS medindo 110 ms e classe funcional III na NYHA.
  • D. 40%, ECG com ritmo sinusal e QRS medindo 120 ms e classe funcional III na NYHA.
  • E. 35%, ECG com ritmo sinusal e QRS medindo 130 ms e classe funcional III na NYHA.