Medicina Especialidade Clínica Geral

Uma paciente de 39 anos de idade, com antecedente de transtorno afetivo bipolar (TAB), sob acompanhamento psiquiátrico havia oito anos, deu entrada na emergência de um hospital, trazida por familiares. A paciente apresentava o seguinte quadro clínico: lentificação psicomotora, fala empastada, emagrecimento de 6 kg em 1 mês, polidipsia e poliúria, sem outras comorbidades. Ela fazia uso, nos últimos 12 meses, de carbamazepina 1.200 mg/dia, carbonato de lítio 1.800 mg/dia, hidroclorotiazida 25 mg/dia e enalapril 10 mg/dia. Ao ser examinada, apresentou regular estado geral, mucosas coradas e desidratadas (++/4+), estava afebril e acianótica. O exame neurológico mostrou escala de coma de Glasgow 11 (abertura ocular: 3; resposta motora: 5; resposta verbal: 3), sem outras alterações neurológicas, sem sinais de irritação meníngea. Os demais exames apresentaram os seguintes resultados. Pressão arterial de 130 mmHg/80 mmHg; frequência cardíaca de 122 bpm; frequência respiratória de 24 incursões respiratórias por minuto; saturação de oxigênio (ar ambiente) de 95%. Não houve outras anormalidades. Exames laboratoriais na admissão: creatinina = 1,66; ureia = 59; K = 2,8; Na = 193; pH = 7,31; HCO3 = 17,9; pCO2 = 30; pO2 = 84; e lactato = 26.

A respeito desse caso clínico, julgue os itens seguintes.

Após restabelecimento da volemia com cristaloide, deverá ser instituída solução hipotônica associada ao diurético amilorida.
  • C. Certo
  • E. Errado