Medicina Especialidade Pneumologia

Mulher de 32 anos, gestante de 36 semanas, procura emergência com queixa de dispneia após sessão de hidroginástica, taquipneia e certo desconforto torácico. Ao ser avaliada pela plantonista, ela percebe que a SatO2 em ar ambiente está em 88% e a TA= 120x82mmHg. MMII estão edemaciados 2+/4+. Paciente nega queixas semelhantes anteriormente, tabagismo ou asma. Foi solicitado ECO que evidenciou PSAP= 30mmHg.

Diante desse quadro, a melhor e mais segura conduta diagnóstica e terapêutica é

  • A. Angio-TC e cumarínico.
  • B. Arteriografia e rivaroxabana.
  • C. Cintilografia pulmonar e rivaroxabana.
  • D. Dosagem de d-dímero e heparina plena.
  • E. Angio-TC e heparina de baixo peso molecular dose plena.