Medicina Especialidade Cirurgias Transplante

Paciente, 46 anos de idade, sexo masculino, 60 kg, hipertenso e dislipidêmico, em uso regular de losartana e de sinvastatina, é admitido em hospital com quadro de dispneia intensa, icterícia e urina escura nos últimos dias. Há 10 dias, apresentou quadro de febre alta associada a calafrios, cefaleia e mialgia. Ao exame físico, o paciente estava sonolento, ictérico (+3/+4), com sufusão conjuntival, FC = 112 bpm, FR = 28 imp saturando 82% em ar ambiente e PA = 100 mmHg x 70 mmHg. Exames laboratoriais revelavam hemoglobina = 11,6 g/dL, leucócitos = 13.0003,/ mm plaquetas 65.000/mm3, TGO = 110 UI/L, TGP = 120 UI/L, bilirrubina total = 10 mg/dL, bilirrubina direta 7,0 mg/dL, CPK = 1.650 UI/L, creatinina = 6,0 mg/dL, ureia = 200 mg/dL, K + = 3,1 mEq/L. Apresentou diurese de 400 mL em três horas de internação. USG de rins normal e exame de urina com densidade = 1010, pH 5,0, proteína 1+, traços de glicose, Hb > 1 milhão/mL, leucócitos = 15 000/mL e cilindros granulares.

Com relação a esse caso clínico, julgue os itens a seguir.

A LRA na leptospirose se caracteriza pelo predomínio de formas oligúricas.
  • C. Certo
  • E. Errado