Paciente masculino, 40 anos, chega na emergência com his­ tória de hematêmese, sendo o último episódio há 24 horas. Realizada endoscopia digestiva que evidenciou lesão ulcerada na pequena curvatura do antro, pré-pilórica, bordas nítidas, com cerca de 2 cm de diâmetro, sem sinais de sangramento ativo, com vaso visível no centro. Qual a conduta endoscópica que deve ser realizada?

  • A.

    Injeção de adrenalina nas bordas da lesão.

  • B.

    Injeção de álcool absoluto no vaso visível.

  • C.

    Não realizar terapêutica endoscópica, nesse momento, e repetir a endoscopia em 48 horas.

  • D.

    Realizar lavagem da cavidade com soro fisiológico e repetir o exame em 24 horas.

  • E.

    Não realizar terapêutica endoscópica e usar octreotide endovenoso por 2 dias.