No Brasil, a elaboração de Plano Museológico é dever de todos os museus, devendo conter determinadas partes. Leia os trechos a seguir, extraídos de alguns planos.

I. Ser uma referência nacional para o estudo e a reflexão da história do Brasil Imperial e, em particular, da história da cidade de Petrópolis. Museu Imperial (RJ) - Ibram/MinC

II. Preservar, pesquisar e comunicar a memória nacional relativa ao Ciclo do Ouro em Goiás, enfatizando a importância histórica de Pilar de Goiás neste processo e a riqueza arquitetônica do imóvel onde está localizado. Museu Casa da Princesa (GO) - Ibram/MinC

Os trechos se referem, respectivamente, às partes do Plano Museológico denominadas:

  • A. diagnóstico e objetivos;
  • B. metas e programa de acervo;
  • C. valores e programa de comunicação;
  • D. estratégia e programa de exposições;
  • E. visão e missão institucional.