“A música, nesta concepção, não era apenas uma imagem passiva do sistema ordenado do universo, era também uma forca capaz de afetar o universo – daí a atribuição dos milagres aos músicos lendários da mitologia. Numa fase posterior, mais científica, passaram a sublinhar-se os efeitos da música sobre a vontade e, consequentemente, sobre o caráter e a conduta dos seres humanos” (GROUT & PALISCA, 1988). A afirmação em destaque refere-se à Doutrina do Ethos, presente na Grécia antiga. Sobre essa doutrina, indique a alternativa INCORRETA.
  • A. A Doutrina do Ethos integrava-se na concepção Pitagórica da música como microcosmos e explicada por Aristóteles através da doutrina da imitação. O conceito trata do modo como a música agia sobre a vontade, o caráter e a conduta do ser humano.
  • B. Relaciona-se com o pensamento filosófico grego, principalmente de Platão e Aristóteles, que defendiam um sistema público de educação cujos dois elementos fundamentais eram a ginástica e a música, respectivamente para a disciplina do corpo e do espírito.
  • C. A afirmação refere-se ao papel da música na liturgia das Igrejas do período medieval, por meio da inclusão de instrumentos musicais na execução dos cantos litúrgicos.
  • D. De acordo com a Doutrina do Ethos, diferentes músicas afetam o caráter de diferentes formas, dividindo-as em duas categorias: a música com efeitos de calma e elevação espiritual e a música que causa excitação e entusiasmo.
  • E. Os efeitos da música no caráter e na conduta dos seres humanos eram associados ao culto de Apolo e Dionísio, representando a música para a elevação espiritual e a música para a excitação.