PMJ, sexo feminino, 15 anos. Estudante, mora com os pais. Como atividade de lazer, é bailarina clássica, realizando aulas 3 vezes na semana. Em uma das aulas, ao caminhar sofreu uma queda, fraturando a tíbia. Foi ao hospital e, nos exames, identificaram alteração compatível a uma massa tumoral na região da fratura. P. internou para a realização de mais exames para investigação diagnóstica. Diante desse quadro, são objetivos do terapeuta ocupacional, exceto:
  • A. Avaliar o sujeito, família e relações sociais a fim de identificar possíveis impactos nas ocupações dessa paciente.
  • B. Promover um espaço de saúde durante a internação, valorizando potencialidades e reorganizando seu cotidiano.
  • C. Auxiliar na humanização do cuidado, constituído na presença solidária do profissional, refletida na compreensão e no olhar sensível que desperta sentimentos de confiança e solidariedade.
  • D. Oferecer auxílio apenas à paciente, pois nesse momento seus medos e perdas são maiores que de sua família.
  • E. No processo de alta hospitalar, articular a continuidade da assistência com os outros níveis da rede de atenção à saúde.