Ex-candidatos criam site para ajudar concurseiros

Os sócios-proprietários da Rota dos Concursos realizaram entrevista para o Jornal da Comunidade. Confira a entrevista na íntegra.

28/06/2011 - Terça-feira, 28 de Junho de 2011

Em 2004 um concurseiro percebeu que quanto mais treinava em questões de concursos anteriores maiores chances tinha de passar. Wagner Donizeth de Souza viu nessa situação uma oportunidade de ajudar outras pessoas a estudar para concursos. “A ideia é que a pessoa, através de provas anteriores, identifique a matéria em que tem maior dificuldade. Em um concurso, conhecer a banca faz grande diferença. Direcionar o estudo para o que ele não sabe e treinar especificamente esse assunto. O nível de detalhadamento é muito grande.”, explica.

A partir disso, três profissionais identificaram a ausência de uma ferramenta qualificada, com conteúdos dinâmicos e eficazes, que fornecesse o suporte necessário aos estudantes em suas mais diversas áreas de formação e objetivos. Juntos, Wagner, Henrique Augusto Guimarães e Helio Guilherme Dias Silva criaram o site Rota dos Concursos (rotadosconcursos.com.br). Henrique e Wagner estudaram para concurso, trouxeram essa experiência para a nova empresa e perceberam que a ferramenta é capaz de colaborar com aqueles que estudam para vários outros objetivos.

“Formamos uma base de dados com questões de concursos de 2005 até hoje e assuntos separados por matéria. O aluno estuda fazendo as provas anteriores e, através de um gráfico, pode identificar suas reais necessidades. Na época eu estudava para concurso e foi inspirado em outro programa parecido, mas que deixava muito a desejar, que criamos o site. Nós fazemos o trabalho mais pesado para o concurseiro”, conta Wagner.

Felipe Esmeraldo ficou em primeiro lugar no concurso para analista administrador do Ministério da Justiça de 2010 utilizando o programa do portal. “A Rota dos Concursos me motivou por ser um projeto ousado, um grande desafio. Resolver questões foi decisivo para melhorar meus estudos, e por consequência, meus resultados. O programa me ajudou na medida em que pude fazer mais questões, selecioná-las por banca, tipo, ano, disciplina, entre outros”, disse.

Fonte: Jornal da Comunidade