A Farmacopeia Brasileira, 5a edição, preconiza que o doseamento de citral A e de citral...

Questão 41

41
Q848089
Farmácia Farmacopeia
Atalhos
Compartilhar
Ano: 2017
Banca: Instituto Americano de desenvolvimento - IADES
Prova: IADES - FHB - Analista de Atividades do Hemocentro - Área Farmácia - 2017

A Farmacopeia Brasileira, 5a edição, preconiza que o doseamento de citral A e de citral B do Cymbopogon citratus (DC.) Stapf – Poaceae (capim cidró, capim santo, capim limão) deve ser executado por meio de cromatografia a gás com detector de chamas, utilizando mistura de nitrogênio, ar sintético e hidrogênio (1:1:10) como gases auxiliares à chama do detector; coluna capilar de 30 m de comprimento e 0,25 mm de diâmetro interno, preenchida com polidifenildimetilsiloxano, com espessura do filme de 0,25 μm; temperatura da coluna de 60 °C a 300 °C, a 3 ºC por minuto (total: 80 minutos), temperatura do injetor = 220 °C e temperatura do detector = 250 °C; utilizar hélio a uma pressão de 80 kPa como gás de arraste; fluxo do gás de arraste de 1 mL/minuto.

Para validação da linearidade desse método, o que envolve a demonstração da resposta linear da técnica para amostras distribuídas através de uma faixa definida de calibração, um dos parâmetros estatísticos é o (a)

A
coeficiente de correlação.
B
limite de detecção.
C
sensibilidade do método.
D
limite de quantificação.
E
fator de recuperação.