MPOG - Especialista em Políticas Públicas - 2005
Questão 13
13
Q155
Língua Portuguesa Interpretação de Texto
Atalhos
Compartilhar
Ano: 2005
Banca: Escola de Administração Fazendária - ESAF
Prova: ESAF - MPOG - Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão - Especialista em Políticas Públicas

Assinale a opção que está de acordo com as idéias do texto abaixo. Infelizmente, há muitas pessoas que ingressam na política para facilitar seus negócios, defender interesses escusos ou mesmo obter imunidade parlamentar para encobrir delitos e crimes. Com meios suficientes para financiar as despesas da campanha eleitoral, essas pessoas, muitas vezes, conseguem êxito e não se submetem ao controle da disciplina partidária. Essas são as figuras que dão à política a conotação de atividade indigna, senão imoral. Dois outros fatores abrem campo para a corrupção: a facilidade para a criação de novos partidos e o excessivo número de cargos em comissão. A pulverização de partidos leva a recorrer-se à troca de votos por concessões e favorecimentos nem sempre de interesse coletivo. Já os quase 30 mil cargos preenchidos por nomeação política pouco contribuem para a coordenação das políticas públicas do governo, porque se tornam moeda de troca para a aglutinação partidária e a formação da base de apoio. Nosso atual sistema presidencial, de fato, foi concebido para atender aos anseios dos donos do poder e não para viabilizar políticas de bem-estar social. Urge, pois, uma reforma política radical conforme as exigências éticas de uma democracia, que inclui, além da representatividade política, o atendimento das demandas sociais e econômicas do povo.

(Dom Geraldo Majella, cardeal Agnelo, Folha de S. Paulo, 21/6/2005)

a

Os cargos em comissão são preenchidos por nomeação, o que favorece a aglutinação partidária e a formação da base de apoio.

b

A pulverização de partidos permite a representação popular mais ampla e o atendimento aos interesses coletivos.

c

Há três fatores que favorecem a corrupção: pessoas que ingressam na política com interesses pessoais escusos, facilidade de criação de partidos e excessivo número de cargos em comissão.

d

O atual sistema presidencial foi idealizado para viabilizar políticas de bem-estar social e não para atender aos anseios dos donos do poder.

e

Uma reforma política radical deve ser postergada para que obedeça às exigências éticas de uma democracia.