SES PE - Médico Veterinário - 2018
Questão 21
21
Q1181758
Veterinária Intoxicações, Pesticidas e Envenenamento
Atalhos
Compartilhar
Ano: 2018
Banca: Instituto AOCP -
Prova: Instituto AOCP - SES PE - Secretaria de Estado da Saúde de Pernambuco - Médico Veterinário

Algumas espécies de peixes, em especial os da Família Scombridae, são mais susceptíveis à formação de histamina no seu tecido muscular o que, dependendo da concentração, pode levar à intoxicação ou formação de processos alérgicos. Considerando o exposto, assinale a alternativa correta.

A

Peixes do gênero Thunnus spp. não oferecem risco para a formação de histamina, pois não possuem exemplares que possam ser classificados como possíveis formadores de histamina em seu tecido muscular.

B

A formação de histamina ocorre devido à descarboxilação bacterina da histidina, tendo como um dos principais agentes causadores dessa transformação (descarboxilação) a bactéria Morganella morganii.

C

Indivíduos (manipuladores de alimentos) treinados podem ser bons identificadores de pescado com altos níveis de histamina, pois, sempre que valores suficientes para causar intoxicação forem atingidos, a análise organoléptica é uma ferramenta de diagnóstico conclusivo devido ao sabor picante que essa toxina confere ao tecido muscular.

D

Atualmente não há legislação no Brasil para limites aceitáveis de histamina no peixe destinado ao consumo humano, razão pela qual órgãos fiscalizadores utilizam normas da União Europeia (UE) respaldadas pelo Ministério da Saúde (MS) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para exercer a fiscalização em peixarias e indústrias. A UE estabelece como limite máximo aceitável para consumo o valor de 100 ppm de histamina em 100g do pescado.

E

O uso de temperaturas de preparo dos alimentos de 72°C por 20 minutos é suficiente para destruir a histamina e garantir a segurança para o consumo do peixe contaminado por essa toxina.