Está estudando para Analista de Tecnologia da Informação - UFPB/PB? Veja o Programa de Estudo que preparamos para você:

Texto I para responder às questões de 01 a 05.


“Quem não se comunica se trumbica”


Esta frase é do Chacrinha, um dos mais famosos apresentadores da televisão brasileira, falecido em 1988. Só que não! A frase, na verdade, é de Péricles do Amaral, que a “deu” para que Chacrinha a usasse em seus programas na TV. Mas hoje, enquanto Chacrinha se eternizou como personagem integrante da história da TV brasileira, Péricles – uma das maiores referências do rádio carioca e autor de novelas radiofônicas, além de forte atuação como redator de TV em diversos canais – que faleceu em 1975, é pouco conhecido do grande público.

Essa confusão exemplifica a relação que temos hoje com a informação e a comunicação. Vivemos uma era de alta tecnologia da informação. Mas informação e comunicação não significam necessariamente a mesma coisa. Vivemos num mundo com acesso a todo tipo de informação de diversas maneiras. Só que excesso de informação também pode gerar ruído – em comunicação, “ruído” é qualquer elemento que interfere no processo de transmissão de uma mensagem de um emissor para um receptor.

Não basta haver a capacidade de informar se não houver o desejo de se comunicar. Ou o desejo de compreender e ser compreendido pelo interlocutor. Para esse processo de troca de ideias funcionar, saber escrever corretamente é condição necessária, mas não suficiente. O que vemos hoje com alguma frequência (especialmente em redes sociais) são pessoas querendo impor suas ideias, mas sem querer compreender ideias diferentes. Ou mesmo modos diferentes de se expressar. [...]


(Dario Chaves. Língua Portuguesa, nº 57, ed. Escala. Fragmento.)

Na construção textual, estão envolvidas algumas estratégias de referenciação, atuantes no processo de coesão do texto. Sabendo-se que um “objeto” já presente no texto pode ser reativado através da referência feita a ele, leia o trecho do texto destacado a seguir:

“Esta frase é do Chacrinha, um dos mais famosos apresentadores da televisão brasileira, falecido em 1988. Só que não!

A frase, na verdade, é de Péricles do Amaral, que a “deu” para que Chacrinha a usasse em seus programas na TV.” (1º§)

Dentre as afirmativas a seguir, assinale a verdadeira em relação aos elementos destacados anteriormente.

  • A.

    Sem exceção, os elementos destacados atuam como formas referenciais de um mesmo objeto introduzido anteriormente.

  • B.

    “Esta frase” e “A frase” possuem o mesmo referente, as duas ocorrências de “a” em destaque indicam a introdução de um novo referente não interferindo na coerência textual.

  • C.

    A ocorrência do primeiro “a” em destaque refere-se a “Esta frase”, já a ocorrência do segundo “a” refere-se à expressão “A frase”, organizando textualmente a ordem das informações.

  • D.

    A expressão “A frase”, diferentemente dos demais elementos destacados, indica uma introdução de uma nova informação no texto, tratando-se de um “objeto” até então não mencionado.