Questões de Concurso de Crimes Contra o Patrimônio - Direito Penal

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 1095168

Concurso Guarda Civil 2019

Questão 51

Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Nível Médio

Carlos, guarda municipal, durante seu horário de trabalho, verifica que Joana, declarando-se vendedora de roupas, aproxima-se de Marta e passa a lhe mostrar as saias que teria para venda.

Enquanto Marta analisava as roupas apresentadas, Joana, aproveitando-se da situação criada, pega o telefone celular de Marta, que estava em cima do banco. Em seguida, Joana tenta deixar o local dos fatos, levando o telefone e as saias, pois, na verdade, não era vendedora, mas vem a ser presa em flagrante por Carlos.

Encaminhada à Delegacia e confirmados os fatos, Joana deverá ser responsabilizada pelo crime de

  • A. furto simples.
  • B. furto mediante fraude.
  • C. estelionato simples.
  • D. apropriação indébita simples.
  • E. apropriação indébita majorada pela fraude.

Questão de Concurso - 1200361

Concurso

Questão 67

Nível

A adulteração de medidor de energia elétrica, com a finalidade de contabilizar menos do que a efetivamente consumida, configura o crime de furto.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1044682

Concurso TJ PR Juiz Substituto 2019

Questão 40

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Múcio, com o objetivo de ter a posse de um carro, abordou Cláudia, que dirigia devagar na saída de um estacionamento. Ao surpreendê-la, ele fez sinal para que ela parasse e, após Cláudia sair do veículo, Múcio a colocou, com violência, dentro do porta-malas, para impedir que ela se comunicasse com policiais que estavam próximos ao local. Horas depois do crime, Múcio liberou a vítima em local ermo. Nessa situação hipotética, a conduta de Múcio o sujeita a responder pelo crime de
  • A. extorsão mediante sequestro.
  • B. roubo em concurso material com sequestro.
  • C. extorsão qualificada mediante a restrição da liberdade da vítima.
  • D. roubo qualificado, pelo agente ter mantido a vítima em seu poder, restringindo-lhe a liberdade.

Questão de Concurso - 1128176

Concurso TJ RJ Juiz Substituto 2014

Questão 33

Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível Superior

Nos estritos termos do CP, aquele que faz ligação clandestina de energia elétrica junto a poste instalado na via pública e a utiliza em proveito próprio

  • A.

    comete fato típico equiparado a furto.

  • B.

    comete fato típico equiparado a apropriação indébita.

  • C.

    não comete crime algum, por falta de expressa previsão legal.

  • D.

    comete estelionato.

Questão de Concurso - 1006939

Concurso DPF Delegado de Polícia Federal 2021

Questão 50

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Em cada um dos itens a seguir, é apresentada uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada com base na legislação de regência e na jurisprudência dos tribunais superiores a respeito de execução penal, lei penal no tempo, concurso de crimes, crime impossível e arrependimento posterior. Sílvio, maior e capaz, entrou em uma loja que vende aparelhos celulares, com o propósito de furtar algum aparelho. A loja possui sistema de vigilância eletrônica que monitora as ações das pessoas, além de diversos agentes de segurança. Sílvio colocou um aparelho no bolso e, ao tentar sair do local, um dos seguranças o deteve e chamou a polícia. Nessa situação, está configurado o crime impossível por ineficácia absoluta do meio, uma vez que não havia qualquer chance de Sílvio furtar o objeto sem que fosse notado.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 996771

Concurso MPE AL Analista do Ministério Público - Área Jurídica 2018

Questão 58

Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Nível Superior

Mário, fingindo ser manobrista de um restaurante famoso, recebe de um cliente seu veículo para estacionar. Em seguida, sai com o veículo para local distante, vindo a oferecê-lo para terceira pessoa de boa fé. O cliente ao sair do restaurante não encontrou o veículo e o guardador, resolvendo registrar o fato na delegacia próxima.

Encerrado o inquérito, identificado o autor e elaborado o relatório, os autos foram encaminhados ao Promotor de Justiça que deverá oferecer denúncia em face de Mário pela prática do injusto de

  • A. furto simples.
  • B. furto qualificado.
  • C. estelionato.
  • D. apropriação indébita simples.
  • E. apropriação indébita majorada.

Questão de Concurso - 1006949

Concurso DPF Delegado de Polícia Federal 2021

Questão 60

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Em cada um dos itens seguintes, é apresentada uma situação hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada com base na legislação de regência e na jurisprudência dos tribunais superiores a respeito de exclusão da culpabilidade, concurso de agentes, prescrição e crime contra o patrimônio. Severino, maior e capaz, subtraiu, mediante o emprego de arma de fogo, elevada quantia de dinheiro de uma senhora, quando ela saía de uma agência bancária. Um policial que presenciou o ocorrido deu voz de prisão a Severino, que, embora tenha tentado fugir, foi preso pelo policial após breve perseguição. Nessa situação, Severino responderá por tentativa de roubo, pois não teve a posse mansa e pacífica do valor roubado.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1092200

Concurso MPE SC Promotor de Justiça 2019

Questão 75

Ministério Público de Santa Catarina (MPSC)

Nível Superior

No crime contra o patrimônio em que a coisa é subtraída e a violência é praticada com a intenção de matar a vítima, sem que esta chegue a morrer, a conduta é tipificada como tentativa de latrocínio, e não como roubo consumado, nem como latrocínio consumado (art. 157 do CP), conforme definido pela jurisprudência dominante no STJ.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1013790

Concurso PC SE Delegado de Polícia Substituto 2018

Questão 78

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

João e Pedro, maiores e capazes, livres e conscientemente, aceitaram convite de Ana, também maior e capaz, para juntos assaltarem loja do comércio local. Em data e hora combinadas, no período noturno e após o fechamento, João e Pedro arrombaram a porta dos fundos de uma loja de decoração, na qual entraram e ficaram vigiando enquanto Ana subtraía objetos valiosos, que seriam divididos igualmente entre os três. Alertada pela vizinhança, a polícia chegou ao local durante o assalto, prendeu os três e os encaminhou para a delegacia de polícia local.

Considerando essa situação hipotética, julgue os itens subsequentes.

João e Pedro tiveram participação de menor importância no crime de furto; assim, eventual indiciamento dos dois será na condição de partícipes, razão por que eles poderão ser beneficiados pela diminuição de um a dois terços da pena.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 982128

Concurso EBSERH Advogado 2018

Questão 81

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Julgue os itens seguintes, relativos aos tipos penais dispostos no Código Penal e nas leis penais extravagantes. A distinção entre o roubo e a extorsão está no grau de participação da vítima, tendo em vista que, no segundo tipo penal, é exigida a participação efetiva do agente lesado.
  • C. Certo
  • E. Errado