Questões de Concurso de Exploração de prestígio - Direito Penal

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 1066371

Concurso

Questão 30

Nível

Marcos, advogado, solicita certa quantia em dinheiro a Pedro, seu cliente, pois esclarece que mediante o pagamento dessa quantia em dinheiro pode “acelerar” o andamento de um processo. Informa que seria amigo do escrevente do cartório judicial – o qual também seria remunerado pela celeridade, segundo Marcos. Pedro, inicialmente, tem intenção de aceitar a oferta, mas verifica que Marcos mentiu, pois não é amigo do funcionário público. Pedro nega-se a entregar a Marcos qualquer quantia e não aceita a oferta. É correto afirmar que Marcos
  • A. praticou corrupção passiva (CP, art. 317) e Pedro corrupção ativa (CP, art. 333).
  • B. praticou corrupção passiva (CP, art. 317) e Pedro não cometeu crime algum.
  • C. e Pedro não praticaram crime algum, pois os fatos não evoluíram.
  • D. praticou exploração de prestígio (CP, art. 357) e Pedro não cometeu crime algum.
  • E. e Pedro praticaram corrupção passiva (CP, art. 317).

Questão de Concurso - 1153419

Concurso SAP Agente Penitenciário (polícia penal) 2019

Questão 54

Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (FEPESE)

Nível Superior

De acordo com o Código Penal Brasileiro, o crime de exploração de prestígio ocorre quando o agente solicitar ou receber dinheiro ou qualquer outra utilidade, a pretexto de influir em:




1. testemunha.


2. servidor público.


3. advogado.


4. juiz.




Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.

  • A.

    São corretas apenas as afirmativas 1 e 4.

  • B.

    São corretas apenas as afirmativas 2 e 4.

  • C.

    São corretas apenas as afirmativas 3 e 4.

  • D.

    São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.

  • E.

    São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 4.

Questão de Concurso - 99221

Concurso TJ SP Técnico Judiciário - Área Escrevente 2006

Questão 43

Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível Médio

Leia as afirmações relacionadas ao crime de exploração de prestígio.

I. É crime que não exige do sujeito que o pratica qualquer qualidade especial.

II. Os delegados de polícia, assim como os promotores de justiça, podem ser influenciados pelo explorador de prestígio.

III. Comina-se à exploração de prestígio diminuição de pena se o agente, ao praticar o delito, alegar que o dinheiro será destinado a qualquer das pessoas referidas no tipo penal.

Está correto o contido em

  • A. I, apenas.
  • B. I e II, apenas.
  • C. I e III, apenas.
  • D. II e III, apenas.
  • E. I, II e III.

Questão de Concurso - 100362

Concurso TJ SP Técnico Judiciário - Área Escrevente 2007

Questão 55

Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível Médio

Receber dinheiro, iludindo o interessado, a pretexto de influir na nota a ser atribuída, para certo candidato, por Desembargador membro da banca de concurso público, para ingresso na carreira da Magistratura no Estado de São Paulo,

  • A. tipifica o crime de corrupção ativa.
  • B. tipifica o crime de exploração de prestígio.
  • C. tipifica o crime de concussão.
  • D. tipifica o crime de corrupção passiva.
  • E.

    não é fato que recebe punição de acordo com o Código Penal Brasileiro.

Questão de Concurso - 91713

Concurso TJ MA Oficial de Justiça 2004

Questão 35

Fundação de Estudos Superiores de administração e Gerência (ESAG)

Nível Superior

"X" conhecido de "Y", soube que este estava respondendo a um processo crime. "X" procurou "Y" informando-o de que poderia ajudá-lo no referido processo, pois tinha grande influência com o promotor de justiça responsável pelo processo de "Y", para tanto "X" solicitou de "Y" uma certa quantia em dinheiro. Conforme o Código Penal é correto afirmar que o crime praticado por "X" é de:

  • A.

    Corrupção ativa.

  • B.

    Trafico de influência.

  • C.

    Exploração de prestígio.

  • D.

    Concussão.

Questão de Concurso - 78654

Concurso MPE BA Analista Técnico 2004

Questão 68

Fundação Escola Superior do Ministério Público do Estado da Bahia (FESMIP)

Nível Superior

Cornélio, servidor do Ministério Público mantinha, de forma pública, relação de amizade com Honestino, Promotor de Justiça. Cornélio toma conhecimento de que um inquérito, no qual Malevino figurava como indiciado tinha sido distribuído para Honestino, que analisaria a possibilidade de oferecimento de denúncia e conseqüente deflagração da ação penal contra Malevino. Cornélio procura Malevino e, explicitando a relação de amizade com Honestino, lhe pede R$ 10.000,00 (dez mil reais) para influenciar junto a Honestino, afirmando que o mesmo não ofereceria denúncia, mas pediria o arquivamento do inquérito; situação que traria vantagem para Malevino, esclarecendo, porém, que Honestino não receberia qualquer quantia. Malevino paga a quantia a Cornélio, que sequer fala com Honestino acerca do prometido. Sabendo que Honestino, efetivamente, ofereceu denúncia contra Malevino, o delito praticado por Cornélio foi

  • A.

    corrupção ativa, em forma tentada.

  • B.

    tráfico de influência, em forma tentada.

  • C.

    tráfico de influência, em forma consumada

  • D.

    exploração de prestígio, em forma tentada.

  • E.

    exploração de prestígio, em forma consumada.