Questões de Concurso de Roubo - Direito Penal

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 1106251

Concurso TRF 4 Analista Judiciário - Área Judiciária 2019

Questão 36

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Superior

Rômulo e José combinaram durante uma festa a prática de um roubo contra determinada farmácia durante a madrugada. Saindo da festa, os dois rumaram no carro de José para o estabelecimento comercial vítima e lá praticaram o roubo, subtraindo todo o dinheiro que havia no caixa. Para o roubo Rômulo utilizou uma arma de brinquedo, enquanto José empregou um revólver calibre 38, devidamente municiado. Quando os dois roubadores estavam saindo da farmácia com o produto do roubo, o segurança do estabelecimento, Pedro, resolveu reagir e, neste momento, José efetuou contra ele três disparos de arma de fogo, ferindo-o gravemente na região do abdômen. Pedro foi socorrido no hospital mais próximo e sobreviveu aos ferimentos. Naquela mesma noite Rômulo e José foram presos pela polícia, que conseguiu recuperar a res furtiva e apreender as armas utilizadas (simulacro e revólver calibre 38). Neste caso,
  • A.

    Rômulo e José responderão por crime de tentativa de latrocínio.

  • B.

    José responderá por crime de tentativa de latrocínio, enquanto Rômulo por roubo qualificado pelo concurso de agentes.

  • C. José responderá por crime de tentativa de latrocínio, enquanto Rômulo por roubo duplamente qualificado pelo concurso de agentes e emprego de arma de fogo.
  • D.

    Rômulo e José responderão por crime de roubo duplamente qualificado pelo concurso de agentes e emprego de arma de fogo, bem como pelo crime de tentativa de homicídio contra a vítima Pedro.

  • E.

    José responderá por crime de roubo duplamente qualificado pelo concurso de agentes e emprego de arma de fogo, bem como pelo crime de tentativa de homicídio contra a vítima Pedro, enquanto Rômulo responderá por crime de roubo qualificado pelo concurso de agentes.

Questão de Concurso - 1182204

Concurso

Questão 32

Nível

José adentra a um bar e pratica roubo contra dez pessoas que ali estavam presentes em dois grupos distintos de amigos, subtraindo para si objetos de valor a elas pertencentes. Nesta hipótese, segundo a jurisprudência dominante mais recente do Superior Tribunal de Justiça, José praticou

  • A.

    dois crimes de roubo em concurso material.

  • B.

    os crimes (dez crimes de roubo) em concurso formal.

  • C.

    os crimes (dez crimes de roubo) em continuidade delitiva.

  • D.

    um único crime de roubo.

  • E.

    os crimes (dez crimes de roubo) em concurso material.

Questão de Concurso - 1198012

Concurso

Questão 68

Nível

João subtraiu, sem violência ou grave ameaça, o aparelho celular de Felipe. Ocorre que Felipe, policial civil, percebeu a ação criminosa e perseguiu o agente. Entretanto, ao alcançar João, este sacou um simulacro de arma de fogo e disse a Felipe: “vai embora ou te mato”. Como não percebeu que se tratava de um simulacro de arma de fogo, Felipe deixou João se evadir. Neste caso, João praticou o crime de roubo impróprio.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1202877

Concurso

Questão 65

Nível

Texto para as questões 65 a 70.

Oswaldo Souza, maior imputável, viajou com sua esposa, Júlia Souza, para Brasília-DF, a fim de conhecer as belezas da capital. A chegada à cidade ocorreu no dia 05/03/2020, onde permaneceram até 10/03/2020. Todavia, durante a estada na cidade alguns fatos ocorreram:

Dia 05/03/2020 – Oswaldo e Júlia saíram do aeroporto e foram para São Sebastião-DF, onde deixaram suas malas na casa de familiares. No caminho, porém, o motorista de aplicativo que os transportava foi abordado por dois assaltantes (Jonas, maior imputável, e outro indivíduo não identificado), os quais subtraíram unicamente o aparelho celular do motorista. Ressalta-se que o indivíduo não identificado portava uma arma de fogo, de calibre 38. Jonas foi preso em flagrante minutos depois, mas seu comparsa fugiu e a arma jamais foi apreendida.

Dia 06/03/2020 – Oswaldo e Júlia foram conhecer o Museu da República, entretanto, chegaram tarde, quando o museu já estava fechado. Diante disso, Oswaldo procurou o agente público responsável pela segurança local e lhe ofereceu R$ 20,00 (vinte reais) para que os deixasse entrar e fazer uma breve visita. O agente público rechaçou a oferta e afirmou que por valor algum permitiria a entrada do casal. Júlia não notou a conduta de seu esposo.

Dia 07/03/2020 – Enquanto passeavam pelo Parque da Cidade, Júlia se irritou com Oswaldo e praticou injúrias gratuitas contra sua pessoa.

Dia 08/03/2020 – Júlia descobriu que estava grávida, com gestação no primeiro trimestre, e pediu a Oswaldo que adquirisse um remédio abortivo. Oswaldo entrou em contato com uma clínica clandestina, adquiriu o remédio e entregou para Júlia, a qual ingeriu o remédio, gerando a morte do feto.

Dia 09/03/2020 – Júlia e Oswaldo foram a uma festa pós-carnaval vestidos de policiais. Durante a festa, algumas pessoas chegaram a acreditar que eles eram policiais de verdade. Aproveitando que a fantasia era muito semelhante aos uniformes verdadeiros, Júlia e Oswaldo passaram a praticar atos de abordagem e revista em desfavor dos demais foliões.

Dia 10/03/2020 – Júlia e Oswaldo passam na Rodoviária do Plano Piloto para lanchar na pastelaria Viçosa. Todavia, assim que chegaram na Rodoviária, Oswaldo encontrou uma nota de R$ 20,00 (vinte reais), grosseiramente falsificada, jogada ao chão. Oswaldo pega a nota e, sabendo de sua falsidade, adquire os pastéis com o referido numerário. A atendente da pastelaria não notou a falsidade da nota porque estava desatenta no momento da transação.

Jonas deverá ser autuado por roubo circunstanciado, sendo aplicáveis as majorantes do concurso de pessoas e do emprego de arma de fogo, apesar de não ter sido possível identificar seu comparsa, tampouco constatar se a arma utilizada no fato era apta ou inapta a efetuar disparos.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1200362

Concurso

Questão 68

Nível

A subtração de objeto, mediante grave ameaça a pessoa e com emprego de arma de fogo de calibre permitido, gera a responsabilização do sujeito ativo pelo crime de roubo circunstanciado, cujo aumento de pena será de 2/3 (dois terços).

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1198504

Concurso

Questão 68

Nível

Com base na situação hipotética a seguir, julgue os itens 67 e 68.

Macedo, maior imputável, munido de uma arma de fogo, abordou Camila Santana, na entrada de sua residência. Já tendo o prévio conhecimento de que Camila Santana possuía um cofre em casa, ingressou com ela na residência e a obrigou, por meio de grave ameaça, a digitar a senha do cofre. Diante disso, Camila obedeceu ao comando de Macedo, colocou a senha e abriu o cofre. Entretanto, para a frustração do criminoso, não havia qualquer item de valor no cofre, o que fez com que Macedo fosse embora sem levar consigo qualquer bem.


Tanto no crime de extorsão quanto no crime de roubo, o emprego de arma de fogo configura aumento de pena.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1195184

Concurso

Questão 92

Nível

Fernando comete o crime de roubo com uma arma de fogo desmuniciada. Assim, em face da ausência de potencialidade lesiva da arma de fogo utilizada na empreitada criminosa, Fernando deve ser responsabilizado pelo roubo simples, e não por roubo circunstanciado (majorado).

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1175732

Concurso Prefeitura de Boa Vista Guarda Civil 2019

Questão 30

SELECON Instituto Nacional de Seleções e Concursos (SELECON)

Nível Médio

Towarde Lennon é considerado culpado pela prática do crime de roubo capitulado no Código Penal. Nos termos das normas aplicáveis, sua pena será acrescida de dois terços quando:

  • A.

    houver o concurso de duas pessoas

  • B.

    a vítima permanecer em poder do acusado

  • C.

    a subtração for de explosivos

  • D.

    a violência é exercida com arma de fogo

Questão de Concurso - 1195568

Concurso

Questão 96

Nível

Nico Torres, conhecido assaltante do Morro da Cruz, São Sebastião-DF, subtraiu um colar de pérolas, avaliado em R$ 5.000,00 (cinco mil reais), mediante grave ameaça. Sabendo que a polícia estava em busca do objeto e que já o tinha como principal suspeito, Nico entrega o colar para seu pai, Almeida, e pede que ele o esconda em seu favor. Por amor ao filho e buscando ajudá-lo, Almeida oculta o objeto. Nesta situação, Almeida praticou o delito de receptação e deverá ser criminalmente responsabilizado.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 1195596

Concurso

Questão 119

Nível

João, maior de idade, cometeu um crime de roubo com seus amigos José e Pedro, que contam com 15 anos de idade. Nesse caso, João responderá por 3 crimes: um crime de roubo majorado pelo concurso de agentes e dois crimes de corrupção de menores.

  • C. Certo
  • E. Errado