Língua Portuguesa Morfossintaxe do período

Atenção: As questões de números 21 a 30 referem-se ao texto seguinte, do filósofo francês Montaigne, influente pensador do século XVI.

É preciso corrigir, por falha estrutural, a redação da frase:

  • A.

    Nenhuma das virtudes está imune aos defeitos que representam os excessos com que podem ser exercidas.

  • B.

    Os excessos da prática de uma virtude podem constituir o mesmo defeito do qual, por princípio, se desejaria combater.

  • C.

    O autor considerou uma sutileza filosófica o que expressa o texto citado, no qual também acusa um jogo de palavras.

  • D.

    Montaigne não vê senão excesso na reação supostamente virtuosa da mãe de Pausânias, ou na do ditador Postúmio.

  • E.

    A alegoria do arqueiro demonstra, de modo prático e objetivo, que a virtude não deve ser buscada nos extremos.