Língua Portuguesa Morfossintaxe do período

Assinale a opção que apresenta análise correta de aspectos gramaticais do texto.

  • A.

    Na sentença interrogativa “E que é que eu queria?” (R.5), o conector “E” e a expressão “é que” foram empregados como elementos enfáticos.

  • B.

    Na oração “que não via em nenhum” (R.8-9), o pronome “que” refere-se ao termo antecedente “liberdade” e introduz uma explicação que expressa a seguinte generalização: nenhuma obra filosófica lida antes do contato com a obra de Nietzsche tratava do tema liberdade.

  • C.

    Na oração “Entregaram-me a mim mesmo” (l.20), o verbo foi empregado em sua forma pronominal reflexiva, como na frase Os filósofos também se entregam a si mesmos.

  • D.

    A oração subordinada “Refugado o positivismo” (l.1), que estabelece relação de contraste com as demais orações do período, poderia, sem prejuízo para o sentido e a correção gramatical do texto, ser reescrita da seguinte forma: Embora tenha refugado o positivismo.

  • E.

    Na linha 2, o sinal de dois-pontos foi empregado para isolar a oração “pensar”, que exerce a função de aposto da oração “pus-me a estudar comigo mesmo” (l.1-2).