Língua Portuguesa Morfossintaxe do período

É preciso corrigir a má estruturação da seguinte frase:

  • A. Prefiro arrepender-me pelo que ousei − e confesso que ousei muito pouco − a lamentar-me pelo excesso de cautela.
  • B.

    É fato que a sabedoria popular, como tantas vezes se manifesta em expressivos provérbios, nem por isso fica livre dos paradoxos.

  • C.

    É de fato muito difícil, em nosso mundo cheio de problemas, pedir a alguém que deposite toda a confiança em alguma coisa.

  • D.

    É penoso termos de suportar o canto de vitória que os desconfiados sempre entoam enquanto sofremos por haver confiado.

  • E.

    Ao final do texto, considera-se a hipótese de que é um grande desafio tornar inabalável a confiança no que de fato acreditamos.