Língua Portuguesa Morfossintaxe do período

Com relação a estruturas linguísticas do texto, assinale a opção correta.
  • A. No processo de coesão textual, a referência do pronome “ela”(l.11) é a expressão “uma representação imaginária”(l.10).
  • B. Os termos “social, imaginário e construído”(l.15), “negativa”(l.16) e “um simulacro”(l.17) expressam, na oração de que fazem parte, um atributo do termo que exerce a função de sujeito e, portanto, são todos predicativos do respectivo sujeito.
  • C. O segmento na voz passiva “que lhe é atribuída”(l.20) corresponde à estrutura pronominal “que se lhe atribui”, a qual, portanto, poderia substituí-lo no texto.
  • D. No período simples “– Mainha, ainda tem aí daquela injeção pra veneno de cobra?”(l.26 e 27), há traços morfológicos e sintáticos da linguagem coloquial, entre estes, o emprego do verbo “ter” como impessoal, o que resulta em estrutura de oração sem sujeito.
  • E. O último período do texto, consideradas as relações lógicas nele estabelecidas, corresponde ao seguinte silogismo: Todo chiste se origina em diferença construída em situação de disputa. A diferença de identidade construída em situação de disputa se baseia em estereótipo. Logo, todo chiste é agressivo.