Todo o nosso comportamento social está regulado por normas a que devemos obedecer, se quisermos ser corretos. O mesmo acontece com a linguagem, apenas com a diferença de que as suas normas, de um modo geral, são mais complexas e coercitivas. Por isso, e para simplificar as coisas, define-se o “linguisticamente correto” como aquilo que é exigido pela comunidade linguística a que se pertence. (Celso Cunha: “A Noção de Correto”, 1985)

Qual das frases abaixo, embora consagrada pelo uso na imprensa de prestígio, ainda é apontada como um desvio em relação às normas da língua padrão?

  • A.

    Custa-me crer que tudo isso ainda seja proibido na sociedade brasileira contemporânea.

  • B.

    Quinze por cento da população gaúcha declararam que seus momentos de lazer diminuíram.

  • C.

    A maior parte daqueles bairros não tinham nenhuma estrutura para suportar as enchentes.

  • D.

    Assim que elas intervieram, a dúvida foi sanada e todos ficamos satisfeitos e felizes.

  • E.

    O público feminino preferia mais a punição da vilâ do que a vingança da heroína.