Pedagogia Avaliação Educacional Avaliação Sistêmica

No Brasil, registra-se, desde a década de 60, a ampliação do uso de testes educacionais, no entanto, situa-se nos anos finais da década de 80 a primeira iniciativa de organização de um sistema de avaliação do ensino fundamental, em âmbito nacional, denominado pelo Ministério da Educação, a partir de 1991, de Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB).

O Ministério da Educação aponta que, tendo como finalidade reverter o quadro de baixa qualidade e produtividade do ensino, caracterizadas pelos índices de repetência e evasão escolar, define-se o SAEB como um sistema de monitoramento contínuo, capaz de subsidiar as políticas de ensino.

Sousa (2015) apresenta alguns argumentos que expressam as razões para o uso dos sistemas de avaliação como instrumentos de gestão educacional, quais sejam:

I. Possibilidade de compreender e intervir na realidade educacional;

II. Estabelecimento de parâmetros para a comparação e classificação de escolas;

III. Criação de subsídios para a implementação de programas de inclusão de alunos com deficiência;

IV. Estímulo à escola e ao aluno por meio de premiação;

V. Estabelecimento de bases para desenvolvimento de políticas educacionais no âmbito regional;

VI. Possibilidade de controle público do desempenho do sistema escolar.

Marque a alternativa que NÃO apresenta os argumentos utilizados pela autora para expressar a concepção do papel do Estado na condução das políticas educacionais:

  • A. IV e VI, apenas.
  • B. III e V, apenas.
  • C. II e III, apenas.
  • D. II e IV apenas.