Pedagogia Educação e Sociologia Educação e cidadania

“Longe de ser algo irrelevante, a colonialidade é um resíduo irredutível de nossa formação social e está arraigada em nossa sociedade. Manifestando-se das mais variadas maneiras em nossas instituições políticas e acadêmicas, nas relações de dominação/opressão, em nossas práticas de sociabilidade autoritárias, em nossa memória, linguagem, imaginário social, em nossas subjetividades e, consequentemente, na forma como produzimos conhecimento.”

CRUZ, Valter do Carmo. “Geografia e pensamento descolonial: notas sobre um diálogo necessário para a renovação do pensamento crítico”. In: CRUZ, V. C.; OLIVEIRA, D. A. Geografia e giro descolonial: experiências, ideias e horizontes de renovação do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2017, p. 16.


Geralmente colocada como uma herança superada com o fim do colonialismo, a experiência colonial constitui processos de colonialidade do poder, do saber, do ser e da natureza que marcam a nossa formação social.


Assinale, dentre as alternativas a seguir, extraídas das habilidades da BNCC do Ensino Fundamental (anos finais), aquela que evidencia a presença da colonialidade nos currículos escolares.


  • A.

    Descrever processos migratórios e suas contribuições para a formação da sociedade brasileira.

  • B.

    Descrever processos migratórios e suas contribuições para a formação da sociedade brasileira.

  • C.

    Identificar diferenças étnico-raciais e étnico-culturais e desigualdades sociais entre grupos em diferentes territórios.

  • D.

    Analisar a influência do desenvolvimento científico e tecnológico na caracterização dos tipos de trabalho e na economia dos espaços urbanos e rurais da América e da África.