Pedagogia História da Educação Brasileira

Os contatos diários entre educadores da creche e a família das crianças geram um tipo de relacionamento singular e muito especial. Segundo Oliveira et al. (2002),
  • A. o educador de creche deve se posicionar como alguém que se propõe a substituir a família na ausência desta, devido à importância do cuidado e da afetividade na faixa etária atendida.
  • B. a família precisa ter certos limites de horários e espaços, em relação à sua participação na creche, para se manter o bom atendimento às crianças, que é o objetivo principal do trabalho na creche.
  • C. a família que permanece na creche por alguns instantes diários no período de adaptação prejudica o trabalho do educador, pois a conduta familiar pode entrar em conflito com a adotada pela creche.
  • D. a família precisa ter livre acesso à creche, independente de horários ou setores, para garantir uma relação de transparência e confiança mútua, necessária ao bom desenvolvimento das crianças.