Questões de Concursos Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Ver página AOCP Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 919338

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 7

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Assinale a alternativa correta.
  • A. As palavras “nítida” e “horário” recebem acento agudo pelo mesmo motivo: são paroxítonas terminadas em ditongo.
  • B. As palavras “impressão” e “relações” recebem o til pelo mesmo motivo: são paroxítonas terminadas em ditongo nasal.
  • C. As palavras “inúmeros” e “prejuízos” recebem acento agudo por motivos diferentes. No caso de “inúmeros”, a acentuação se dá por ser uma palavra proparoxítona terminada em “s”. No caso de “prejuízos”, a acentuação se dá por ser uma palavra paroxítona no plural.
  • D. As palavras “têm” e “inglês” recebem acento circunflexo por motivos diferentes. No caso de “têm”, a acentuação se dá para marcar que o verbo concorda com a terceira pessoa do plural. No caso de “inglês”, a acentuação se dá por ser uma palavra oxítona terminada em e(s).

Questão de Concurso - 919343

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 12

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

TEXTO 1

O acúmulo de compromissos preenche horários livres, adia o lazer e a vida social, dando a impressão de que o tempo passa cada vez mais rápido


Raphael Martins


O ano passou rápido? Não dá para cumprir todas as obrigações dentro dos prazos? O dia parece cada vez mais curto? Por que não se tem mais tempo para nada?

O estilo de vida atarefada e a dificuldade de conciliar compromissos profissionais com relações sociais dão uma nítida impressão de que o tempo voa. Dentre os principais motivos para que isso aconteça está o aumento de tarefas e obrigações que as pessoas se envolvem nos dias de hoje. Cria-se, assim, uma sensação pessoal de que há cada vez menos tempo para si. Florival Scheroki, doutor em Psicologia Experimental pela Universidade de São Paulo e psicólogo clínico, explica: “Há realmente essa impressão de que o tempo se acelerou. Na realidade, é uma percepção que as pessoas têm que não cabe, no tempo disponível, tudo aquilo que elas têm que fazer”.

O psicólogo complementa: “Isso tudo acontece pelo estilo de vida que temos hoje. Uma mãe de família sai às 7 horas da manhã para deixar as crianças na escola. Se sai às 7h15, ela não cumpre o horário de entrada no trabalho, às 8 horas. Parece que não temos mais intervalos”. Maria Helena Oliva Augusto, professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, concorda: “É como se o ritmo do tempo se acelerasse. Na verdade, a percepção temporal muda por conta dos inúmeros compromissos que estão presentes no cotidiano, que fazem não se dar conta de perceber o tempo de maneira mais tranquila”.

Sobre o assunto, Luiz Silveira MennaBarreto, professor especializado em cronobiologia da Escola de Artes, Ciências e Humanidades, coloca que, na sociedade contemporânea, as cobranças são cada vez mais intensas e frequentes, o que produz uma sensação crônica de falta de tempo. As demandas exigem que as pessoas tenham inúmeras habilidades e qualificações acadêmicas, tomando boa parte do tempo que poderia ser destinado ao lazer. Scheroki completa: “Por que hoje é assim e antes não era? Hoje temos várias tarefas que não tínhamos. Temos que saber inglês, francês, jogar tênis, trabalhar… As pessoas tentam alocar dentro do tempo mais ações do que cabem nele”. [...]

A professora Maria Helena destaca: “A percepção de aceleração do tempo é uma coisa angustiante. É possível se dar conta disso pela quantidade de pessoas ansiosas, depressivas e estressadas que se encontra. Elas percebem o tempo passando rapidamente e, por isso, tem pressa de viver intensamente. Isso acaba criando situações de tensão muito grandes”.[...]

O psicólogo acredita que os principais prejuízos de uma vida atarefada é sentido nas relações com amigos ou familiares. Na hora de escolher entre uma obrigação profissional ou uma interação social, as pessoas acabam priorizando o trabalho: “Nós somos nossas relações sociais, nós acontecemos a partir delas. Se elas acabam sendo comprometidas, comprometem toda a nossa vida. A vida é composta pelas nossas ações no tempo e cada vez menos a gente tem autonomia sobre ela”.

Para o professor Menna-Barreto, o ideal é buscar alternativas de trabalho ou estudo em horários mais compatíveis com uma vida saudável. “Exercício físico, relações sociais e familiares ricas e alimentação saudável também ajudam, mas a raiz do problema reside no trabalho excessivo”, completa.[...]


Disponível em: http://www.ip.usp.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=3330%3Aa-sensacao-dos-dias-de-poucas-horas&catid=46%3Ana-midia&Itemid=97&lang=pt


Assinale a alternativa INCORRETA.

  • A.

    No Texto 2, nas falas “Tenho que fazer minha lição de casa!”, “Tenho que fazer uma entrega!” e “Eu tenho que ver meu programa de TV!”, os termos sublinhados têm função de preposição.

  • B.

    Os Textos 1 e 2 abordam questões similares, especialmente o fato de que não há mais tempo para o lazer por causa das exigências do dia a dia.

  • C.

    No terceiro quadrinho do Texto 2, há a ocorrência de uma figura de linguagem chamada prosopopeia.

  • D.

    Para tratar do assunto, o Texto 1 utiliza testemunhos e citações de autoridades e o Texto 2 utiliza o humor e a linguagem não verbal, além da verbal.

Questão de Concurso - 919350

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 19

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Referente aos direitos e às garantias fundamentais previstos na Constituição Federal, assinale a alternativa correta.
  • A. A autoridade pública somente pode penetrar em um domicílio com ordem judicial e desde que durante o dia.
  • B. É plena a liberdade de associação para quaisquer fins, inclusive a de caráter paramilitar.
  • C. Constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático.
  • D. Nenhum brasileiro, nato ou naturalizado, será extraditado.

Questão de Concurso - 919351

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 20

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Assinale a alternativa INCORRETA a respeito da disciplina constitucional da administração pública.
  • A. As funções, os cargos e os empregos públicos são acessíveis aos brasileiros que preencham os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos estrangeiros, na forma da lei.
  • B. O prazo de validade do concurso público será de até dois anos, prorrogável uma vez, por igual período.
  • C. É garantido, ao servidor público civil, o direito à livre associação sindical.
  • D. É vedada toda e qualquer acumulação remunerada de cargos públicos.

Questão de Concurso - 919352

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 21

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Assinale a alternativa correta acerca do estado de defesa e do estado de sítio, conforme disposto na Constituição Federal.
  • A. O Presidente da República pode decretar estado de defesa por tempo indeterminado.
  • B. Na vigência do estado de defesa, a prisão por crime contra o Estado só pode ser determinada pelo juiz competente.
  • C. O Presidente da República pode, independentemente de autorização do Congresso, decretar o estado de sítio.
  • D. O decreto do estado de sítio indicará sua duração, as normas necessárias a sua execução e as garantias constitucionais que ficarão suspensas, e, depois de publicado, o Presidente da República designará o executor das medidas específicas e as áreas abrangidas.

Questão de Concurso - 919355

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 24

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Sobre os crimes contra a honra, previstos no Código Penal, assinale a alternativa correta.
  • A. Não constitui injúria ou difamação punível a ofensa irrogada em juízo, na discussão da causa, pela parte ou por seu procurador.
  • B. São crimes contra a honra: a difamação, a ameaça e a injúria.
  • C. A exceção da verdade é um instituto exclusivo da calúnia.
  • D. A retratação da injúria pelo agente antes da sentença o isenta de pena.

Questão de Concurso - 919360

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 29

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Acerca das disposições contidas no texto da Constituição Federal, assinale a alternativa correta.
  • A. Os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa consistem em um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, assim previstos expressamente na Constituição Federal.Os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa consistem em um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, assim previstos expressamente na Constituição Federal.
  • B. É livre a manifestação do pensamento, sendo garantido o direito ao anonimato.
  • C. O pluralismo político é um dos princípios, previstos de maneira expressa na Constituição, que regem as relações internacionais da República Federativa do Brasil.
  • D. A inviolabilidade do domicílio, prevista de forma expressa no texto constitucional, é excepcionada no caso de flagrante delito ou desastre.

Questão de Concurso - 919365

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 34

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

De acordo com as disposições acerca da nacionalidade, constantes na Constituição Federal, assinale a alternativa correta.
  • A. Os nascidos, na República Federativa do Brasil, de pais estrangeiros que estejam a serviço do seu país são brasileiros natos.
  • B. Os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou mãe brasileira, que estejam a serviço da República Federativa do Brasil, somente são brasileiros natos se forem registrados em repartição brasileira competente ou vierem a residir na República Federativa do Brasil e optarem, em qualquer tempo, depois de atingida a maioridade, pela nacionalidade brasileira.
  • C. São brasileiros naturalizados os estrangeiros de qualquer nacionalidade residentes na República Federativa do Brasil há dez anos ininterruptos e sem condenação penal, desde que requeiram a nacionalidade brasileira.
  • D. São brasileiros natos os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que sejam registrados em repartição brasileira competente ou venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, em qualquer tempo, depois de atingida a maioridade, pela nacionalidade brasileira.

Questão de Concurso - 919377

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 46

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Um agente penitenciário recebe um preso condenado por crime hediondo, cuja conduta delitiva enseja a reprovabilidade dos outros apenados, colocando, assim, em risco, sua integridade física. Nesse sentido, segundo os ditames da Lei nº 7.210/1984, ao classificá-lo, o agente penitenciário deverá
  • A. colocar o preso em local onde haja somente apenados que cometeram crimes hediondos.
  • B. colocar o preso em dependência destinada a apenados ex-funcionários da Administração da Justiça Criminal.
  • C. colocar o preso em local próprio, segregado dos demais.
  • D. colocar o preso em local destinado aos apenados que cometeram crimes de menor potencial ofensivo.

Questão de Concurso - 919378

Concurso SEJUS CE Agente Penitenciário (polícia penal) 2017

Questão 47

Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP)

Nível Médio

Analise as assertivas a seguir, de acordo com o que estabelece a Lei n° 11.343/2006, e assinale a alternativa que aponta a(s) correta(s).

I. Aquele que semeia, cultiva ou faz a colheita, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, de plantas que se constituam em matéria-prima para a preparação de drogas incorre nas mesmas penas do indivíduo que fabrica ou comercializa drogas.

II. Quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar será submetido às mesmas penas do indivíduo que fabrica ou comercializa drogas.

III. Conduzir embarcação ou aeronave, após o consumo de drogas, expondo a dano potencial a incolumidade de outrem, constitui crime punível com pena de detenção e aplicação de multa, sem prejuízo da aplicação de outras sanções.

  • A. Apenas I e III.
  • B. Apenas II.
  • C. Apenas I.
  • D. Apenas II e III.