Questões de Concurso de Arquitetura - Arquitetura

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 1023545

Cargo: / Questão 21

Banca:

Nível:

O Industry Foundation Classes (IFC), que pode ser considerado parte do esforço internacional de padronização ISO-STEP, é um formato de arquivo aberto e público, orientado a objetos 3D. É utilizado para
  • A. modelar parametricamente projetos desenvolvidos com a tecnologia BIM.
  • B. coordenar e integrar projetos num único modelo BIM.
  • C. viabilizar a interoperabilidade e o trabalho colaborativo na plataforma BIM.
  • D. permitir a modelagem de objetos tridimensionais e inserir informações utilizadas na indústria da construção civil.
  • E. extrair quantidades de materiais e serviços dos modelos BIM.

Questão 1023546

Cargo: / Questão 22

Banca:

Nível:

Inicialmente entendido como nível de detalhamento e mais recentemente compreendido como nível de desenvolvimento do modelo, o LOD na tecnologia BIM é um conceito utilizado na definição do escopo de contratação de serviços de modelagem BIM realizados por terceiros. No LOD 300, os elementos de um modelo podem ser representados graficamente
  • A. e verificados em campo, em termos de tamanho, formas, localização, quantidades e orientações.
  • B. por um símbolo, ou outra representação genérica, e informações relacionadas aos elementos do modelo derivadas de outros elementos.
  • C. como um sistema genérico e objeto ou montagem com tamanhos, formas, quantidades e orientações aproximadas.
  • D. como um conjunto diferenciado de objetos e desenhos composto exclusivamente por informações gráficas.
  • E. como um sistema específico, objeto ou montagem com tamanhos, formas, quantidades e orientações também específicos.

Questão 1023557

Cargo: / Questão 33

Banca:

Nível:

Considere as afirmações abaixo, relativas a sistemas de certificação de edifícios.

I. O sistema BREEAM foi desenvolvido inicialmente para a realidade do Reino Unido, porém foi criado posteriormente um referencial internacional padrão que pode ser aplicado globalmente.

II. O selo AQUA foi desenvolvido para ser aplicado em edificações brasileiras e possui 6 categorias para avaliar o desempenho ambiental dos empreendimentos, sendo estes Qualidade Urbana, Projeto e Conforto, Eficiência Energética, Conservação de Recursos Materiais, Gestão da Água, e Práticas Sociais.

III. No sistema LEED, o processo de certificação se dá por meio de check list de todas as fases do projeto do edifício, desde o projeto básico, executivo, execução do projeto e pós-ocupação.

Está correto o que se afirma em

  • A. III, apenas.
  • B. I, II e III.
  • C. II e III, apenas.
  • D. II, apenas.
  • E. I e III, apenas.

Questão 1023560

Cargo: / Questão 36

Banca:

Nível:

Venturi, Scott Brown e Izenour sustentam que a arquitetura depende, para sua percepção e criação, de experiências passadas e associações emocionais, elementos estes que podem se contradizer em relação à forma, à estrutura, e ao programa do edifício aos quais estão associados. Para demonstrar este raciocínio, descrevem dois tipos de edifícios:

I. aqueles que apresentam os sistemas arquitetônicos de espaço, estrutura e programa que são submersos e distorcidos por uma forma simbólica global.

II. aqueles cujos sistemas de espaço e estrutura estão diretamente a serviço do programa, e o ornamento se aplica sobre estes com independência.

Os autores se referem a estes dois tipos de edifícios como, respectivamente,

  • A. falso ornamento e distorção.
  • B. pato e galpão decorado.
  • C. galpão decorado e falso ornamento.
  • D. distorção e idiossincrasia.
  • E. pato e idiossincrasia.

Questão 1023561

Cargo: / Questão 37

Banca:

Nível:

A ilustração abaixo demonstra possibilidades para o posicionamento de elementos como quadros e aberturas nas paredes de uma edificação.

Para Bruno Zevi, a respeito de simetria, assimetria e dissonâncias na linguagem moderna da arquitetura,

  • A. simetria é desperdício econômico, mais cinismo intelectual. Portanto, deve-se situar tais elementos em quaisquer pontos que não sejam simétricos ou centralizados.
  • B. assimetria é desperdício econômico, mais cinismo intelectual. Portanto, deve-se situar tais elementos em quaisquer pontos que não sejam simétricos ou centralizados.
  • C. simetria é desperdício econômico, mais cinismo intelectual. Portanto, deve-se situar tais elementos sempre que possível centralizados e simetricamente dispostos.
  • D. assimetria é desperdício econômico, mais cinismo intelectual. Portanto, deve-se situar tais elementos sempre que possível centralizados e simetricamente dispostos.
  • E. simetria é um conceito subjetivo e refém das preferências históricas de cada sociedade, devendo ser adotado quando aspectos culturais assim demandem.

Questão 1023566

Cargo: / Questão 42

Banca:

Nível:

A respeito da significativa produção arquitetônica das últimas duas décadas, o arquiteto e crítico Josep Maria Montaner identifica que a importância outorgada aos sentidos, à percepção e à experiência humana associa-se a uma visível aproximação da arquitetura à corrente filosófica da fenomenologia, e que se reflete sobretudo nas obras de
  • A. Steven Holl e Peter Zumthor.
  • B. Rafael Moneo e Lacaton & Vassal.
  • C. BIG e Giancarlo Mazzanti.
  • D. Zaha Hadid e Frank Gehry.
  • E. Álvaro Siza e MRDV.

Questão 1023571

Cargo: / Questão 47

Banca:

Nível:

Considere o projeto de obra representado pela rede de seis eventos cujas durações estão expressas no desenho abaixo.

Para este caso, o caminho crítico é composto pelas atividades

  • A.
  • B.
  • C.
  • D.
  • E.

Questão 1023572

Cargo: / Questão 48

Banca:

Nível:

Considere o detalhe de um portão de ferro perfilado, em vista, conforme desenho abaixo.

Correspondem à braçadeira e à cavilha, respectivamente, as indicações

  • A. C e D.
  • B. A e B.
  • C. D e A.
  • D. E e C.
  • E. B e E.

Questão 1023574

Cargo: / Questão 50

Banca:

Nível:

Em passagem pelo Brasil nos anos 1990, o arquiteto inglês Piers Gough, ao citar uma das características que identifica nas obras que alcançam valoração superior, evidenciou a presença, nas mesmas, de um conceito central que organiza o todo e sua relação com o entorno, indo além de uma resposta mecânica aos aspectos técnicos e funcionais do problema. Junto a isso, destacou ainda a consistência com que tal conceito é desenvolvido e levado às últimas consequências por determinados arquitetos, como é o caso de Lina Bo Bardi. Tal conceito, segundo Gough, associa-se diretamente à
  • A. “transarquitetura” de Marcos Novak.
  • B. “teoria dos signos” de Rafael Moneo.
  • C. "desconstrução” de Peter Eisenman.
  • D. “sustentabilidade humanista” de SANAA.
  • E. “ideia forte” de Louis Kahn.

Questão 1010783

Câmara Legislativa do DF - DF (CLDF/DF) 2018

Cargo: Consultor Técnico-Legislativo - Área Arquiteto / Questão 31

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

Em 1958, Joaquim Cardozo – poeta, calculista e historiador pernambucano − escreveu o texto Forma Estática − Forma Estética no qual destaca que Oscar Niemeyer, em três edifícios projetados para Brasília, utiliza os elementos externos de sustentação da cobertura de uma maneira nova e original. Esses pilares externos se abrem em leque, procurando a laje do primeiro teto: no Palácio do Alvorada o contato com a laje se faz no sentido longitudinal, eliminando a viga de contorno; nos Palácios do Planalto e do Supremo Tribunal, é feito transversalmente. Observe aba ixo desenhos e imagens dos pilares dos três palácios.

Do ponto de vista da avaliação dos projetos (arquitetônica, técnica e econômica), constata-se que

  • A. as três obras consideram como formas mais puras da arquitetura moderna as que resultam exatamente da estabilidade das construções.
  • B. as duas soluções são conseguidas esteticamente com superabundância de material construtivo.
  • C. os dois tipos de solução reduzem a forma estética a uma consequência da forma estática.
  • D. a expressão modernamente aceita para a forma é a que manteria o equilíbrio com a menor quantidade de matéria, sendo o problema estético reduzido a um problema de economia.
  • E. ainda que a forma projetada pelo arquiteto seja uma forma estabelecida a priori, ela sempre será condicionada e resultante a posteriori de uma questão de estabilidade.