Questões de Concurso de Projeto - Arquitetura

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 1061431

Serviço de Limpeza Urbana - DF (SLU/DF) 2019

Cargo: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Área Arquitetura / Questão 53

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível: Superior

Tendo como base a norma NBR 16636-1:2017, julgue os itens a seguir. Na etapa de projeto executivo arquitetônico, o profissional habilitado deve apresentar as informações técnicas definitivas dos projetos arquitetônicos.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 1061435

Serviço de Limpeza Urbana - DF (SLU/DF) 2019

Cargo: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Área Arquitetura / Questão 57

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível: Superior

Julgue os itens subsequentes, de acordo com a NBR 6492:1994 da ABNT, que fixa as condições exigíveis para representação gráfica de projetos de arquitetura. Planta de situação, plantas baixas, cortes, fachadas e estimativa de custo são documentos típicos da fase de anteprojeto.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 1061437

Serviço de Limpeza Urbana - DF (SLU/DF) 2019

Cargo: Analista de Gestão de Resíduos Sólidos - Área Arquitetura / Questão 59

Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível: Superior

Em um município que conta com plano diretor, um cidadão deseja realizar o parcelamento de um terreno urbano, com área de 120 ha, do qual é proprietário. O projeto urbanístico do referido terreno prevê abertura de novas vias de circulação e ampliação de vias existentes.

A respeito dessa situação hipotética e de aspectos legais a ela relacionados, julgue os itens a seguir.

Se o terreno não estiver localizado em área considerada de relevante interesse ambiental pelos órgãos competentes, não será necessária a elaboração de estudo de impacto ambiental.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 451762

Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (TRT 23) 2011

Cargo: Analista Judiciário - Área Arquitetura Segurança do Trabalho / Questão 47

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

O gestor de projetos tem, entre outras atividades, a função de estabelecer os objetivos e parâmetros a serem seguidos no desenvolvimento dos projetos. Se a fase do projeto requer identificação e soluções de interfaces, ele deverá

  • A.

    integrar o projeto com as fases subsequentes a saber, organização, direção e controle do processo de projeto.

  • B.

    planejar as etapas e prazos de desenvolvimento das diversas etapas, no todo e por especialidades de projeto (cronogramas), controlar e adequar os prazos planejados (gestão de prazos).

  • C.

    definir os escopos de projeto, segundo especialidades e etapas de projeto, e planejar os custos de desenvolvimento dos projetos.

  • D.

    controlar os custos de projeto, garantir a qualidade das soluções técnicas adotadas e validar (ou fazer validar pelo empreendedor) as etapas e os projetos.

  • E.

    fomentar a comunicação entre os participantes do projeto e gerenciar a compatibilização.

Questão 997063

Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT 15) 2018

Cargo: Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade: Arquitetura / Questão 30

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

No reconhecimento da beleza no objeto arquitetônico, muitas pesquisas apontam para o significativo valor de relações formais harmônicas. Entre estas, destaca-se o estudo do segmento resultante da divisão de outro segmento dado, em média e extrema razão, construído geometricamente conforme figura abaixo.

Este estudo representa a

  • A. sequência de Platão, base para a configuração do plano-piloto de Brasília.
  • B. proporção áurea, fundamento significativo à criação do Modulor.
  • C. modulação sagrada, referência-chave para as principais obras de Aleijadinho.
  • D. escala logarítmica, derivação lógica dos estudos do triângulo retângulo.
  • E. equivalência de Kepler, teorema de apoio à criação da geometria fractal.

Questão 997066

Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT 15) 2018

Cargo: Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Especialidade: Arquitetura / Questão 33

Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível: Superior

A obra da primeira fase de reforma e restauração da Catedral de Campinas foi finalizada em 2015, sob a supervisão do arquiteto Ricardo, e com base no projeto de restauro coordenado pelo arquiteto Samuel. A respeito deste trabalho,
  • A. embora nem todos os azulejos estivessem fortemente danificados, houve a necessidade de troca de todo o conjunto deste revestimento na fachada principal.
  • B. apesar da criação de um piso técnico de apoio, o uso do corpo principal do templo foi interrompido durante as obras de restauro do forro.
  • C. a obra trouxe de volta as principais características originais da catedral quando inaugurada em 1883, destacando-se a cúpula e as paredes do presbitério.
  • D. a referência aos preceitos da Carta de Atenas foi essencial para a mudança na legislação municipal, sendo proposta a criação de uma área envoltória a ser preservada.
  • E. revisões do projeto possibilitaram atualizações do levantamento das patologias existentes, sejam elas na estrutura ou nos revestimentos.

Questão 1050493

Centro de Perícias Científicas Renato Chaves - PA (CPC/PA) 2019

Cargo: Perito Criminal - Área Arquitetura / Questão 35

Banca: Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP)

Nível: Superior

O projeto estrutural em edificações necessita, como subsídio, de definições e opções entre materiais, custo, tecnologia, execução. Com base nos gráficos a seguir, com parâmetros sobre pré-dimensionamento de pilares em concreto armado e pilares em aço para edificações de vários andares, é correto afirmar que



  • A. pilares em concreto armado apresentam custo médio de execução maiores do que os do aço.
  • B. as seções dos pilares metálicos tendem a ser mais esbeltas e menos suscetíveis à flambagem.
  • C. a área de projeção dos pilares de concreto tende a ser menor em comparação com o aço, pela resistência.
  • D. a velocidade de execução de estruturas de aço é discutível em face das novas tecnologias de pré-fabricação do concreto.
  • E. o custo médio de pilares de aço é mais elevado do que o custo médio de pilares de concreto, este, na ordem de 1/3 daquele.

Questão 1050503

Centro de Perícias Científicas Renato Chaves - PA (CPC/PA) 2019

Cargo: Perito Criminal - Área Arquitetura / Questão 45

Banca: Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP)

Nível: Superior

Considere o texto e o quadro abaixo para responder à questão.

Quanto às diferenças econômicas entre os tipos de quadra, sendo a) quadras quadradas e b) quadras retangulares, é correto afirmar que o(a)

  • A. aumento no indicador lotes por hectare entre quadras do tipo a em relação a quadras do tipo b mostra que quadras quadradas rendem mais economicamente que quadras retangulares.
  • B. diminuição no indicador lotes por km de rua entre quadras do tipo a e quadras do tipo b demonstra que economicamente o aproveitamento linear de infraestrutura é mais favorável em quadras quadradas.
  • C. maior aumento relativo entre os indicadores apresentados é economicamente mais representativo em b na situação de maiores quadras retangulares.
  • D. aumento no número de lotes por hectare é diretamente proporcional ao tamanho de quadras do tipo a como do tipo b.
  • E. aumento nos indicadores lotes por hectare, no caso de quadras do tipo b em relação a quadras do tipo a, é mais representativo que o indicador lotes por hectare.

Questão 955653

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 2018

Cargo: Arquiteto / Questão 32

Banca: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Nível: Superior

De acordo com Creder (Brasil, 1996), na elaboração de projetos de instalações hidráulicas, o projetista deve estudar a interdependência das diversas partes do conjunto, visando ao abastecimento nos pontos de consumo dentro da melhor técnica e economia. De maneira geral, um projeto completo de instalações hidráulicas compreende:
  • A. planta, corte, esquema vertical, detalhes e vistas isométricas, com dimensionamento e traçado da tubulação, registros e conexões; memórias descritivas, justificativas e de cálculo; especificação do material e normas regulamentadoras; orçamento analítico.
  • B. planta, esquema vertical, detalhes e vistas isométricas, com dimensionamento e traçado dos condutores; localização da caixa d’água, memória de cálculo; especificação do material e normas para a sua aplicação; orçamento sintético, levantamento das quantidades.
  • C. plantas, cortes, detalhes e vistas isométricas, com dimensionamento e traçado dos condutores; localização da caixa d’água e cisterna, memórias descritivas, justificativas e de cálculos; especificação do material e normas para a sua aplicação; orçamento.
  • D. planta, esquema vertical, detalhes e vistas isométricas, com dimensionamento e traçado dos condutores; memórias de cálculo; localização da caixa d’água, especificação e normas para a sua aplicação; orçamento analítico e sintético.
  • E. planta, cortes, detalhes e vistas isométricas, com dimensionamento e traçado dos condutores; memórias descritiva, justificativa e de cálculo; especificação do material e normas para a sua aplicação; orçamento.

Questão 955656

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 2018

Cargo: Arquiteto / Questão 35

Banca: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Nível: Superior

A figura a seguir apresenta três símbolos muito utilizados na execução de um projeto de instalações elétricas prediais:

Os símbolos (1), (2) e (3) representam, respectivamente condutores:

  • A. neutro no interior de um eletroduto; fase no interior de um eletroduto; terra no interior de um eletroduto.
  • B. terra no interior de um eletroduto; fase no interior de um eletroduto; neutro no interior de um eletroduto.
  • C. retorno no interior de um eletroduto; neutro no interior de um eletroduto; terra no interior de um eletroduto.
  • D. terra no interior de um eletroduto; neutro no interior de um eletroduto; fase no interior de um eletroduto.
  • E.

    fase no interior de um eletroduto; neutro no interior de um eletroduto; terra no interior de um eletroduto.