Biologia Biomedicina

O glomérulo é uma eficiente barreira no controle da passagem de proteínas para a urina, selecionando as moléculas de acordo com seu tamanho e carga elétrica, permitindo, portanto, uma pequena passagem de proteínas através de suas camadas para a cápsula de Bowman. Deste modo, a determinação da taxa de filtração glomerular (TFG) é um bom indicador para avaliação da funcionalidade renal. Considerando o exposto, é correto afirmar que:

  • A.

    a TFG é um indicador importante para detecção, avaliação e tratamento da doença renal crônica (DRC) e, na prática clínica, a investigação de rotina ocorre através da determinação das concentrações de albumina sérica, urinária e da cistatina C.

  • B.

    a concentração sérica da albumina não deve ser utilizada como índice isolado de avaliação da função renal, pois existem equações que utilizam na fórmula a albumina sérica e a cistatina C para padronização dos resultados.

  • C.

    devido às interferências e limitações, a creatinina não pode ser considerada exata e, por isso, a cistatina C, que é produzida constantemente por todas as células nucleadas e filtrada livremente no glomérulo, é um analito mais eficiente na determinação da TFG.

  • D.

    na prática clínica, o uso de equações para estimar a TFG elimina os erros causados pela coleta da urina durante 24 horas, pois elas não são ajustadas para as variáveis que interferem na produção de creatinina, como sexo, idade, superfície corporal e raça.

  • E.

    as concentrações de albumina sérica são utilizadas comumente para avaliação da TFG, mesmo que existam as limitações na prática clínica, quanto a variações causadas pela associação da massa muscular com a idade, sexo e raça.