Biologia Evolução

O TEXTO ABAIXO SE REFERE ÀS QUESTÕES 68 A 70


            Um estudo, publicado recentemente na revista Nature, realizou um extenso levantamento dos vírus de RNA presentes em peixes, répteis e anfíbios e comparou-os aos vírus já conhecidos em mamíferos e aves. Utilizando metagenômica em larga escala e focando principalmente nos grupos de vertebrados menos estudados(...) os pesquisadores foram capazes de detectar esses vírus em 168 espécies do filo Chordata. Dentre os organismos estudados estão os anfioxos, o peixe pulmonado Protopterus annectens, a tartaruga Mauremys megalocephala e Poecilia formosa, uma das espécies partenogênicas de peixes ósseos. Foram identificados 214 novos vírus de RNA, dos quais 196 são específicos de vertebrados. Ainda, as análises filogenéticas apontam para o fato de que as novas espécies identificadas estão relacionadas a todos os grupos de vírus de RNA já identificados em aves e mamíferos. (Adaptado)

Darwinianas. Novos inimigos invisíveis.) https://darwimanas.com/20l8/04/i0/novos-inimigos-invisiveis/


Entre os aspectos relacionados à história evolutiva dos vírus, o estudo apresentado permite inferir:

  • A.

    As relações vírus-hospedeiro entre os vírus de RNA e vertebrados são muito mais antigas do que o anteriormente previsto.

  • B.

    Os vírus de RNA são particularmente relacionados ao reino animal, restringindo seu poder de infecção a organismos deste grupo.

  • C.

    Os novos vírus detectados em peixes e anfíbios pertencem a uma linhagem evolutiva independente daquela dos outros grupos já estudados.

  • D.

    A grande estabilidade genômica dos vírus de RNA corresponde à natureza específica do seu material hereditário.

  • E.

    A existência de vírus de RNA impõe a ideia da dissociação da molécula de DNA à vida em sua constituição celular.