Biologia Meio Ambiente Gestão Ambiental

“A sociedade contemporânea é marcada de forma profunda pelo processo de urbanização intensivo, onde a cidade é a forma material e concreta deste processo. O espaço é construído historicamente e a cidade representa o resultado processual e cumulativo de intervenções e relações estabelecidas em cada momento histórico. Este intenso processo de urbanização acarreta vários problemas, destacando-se, entre eles, as áreas degradadas e a ocupação desordenada e irregular pela população mais carente” (KAUCHAKJE et al, 2005). Com base nos princípios da Gestão Ambiental em áreas urbanas e no gerenciamento de riscos, assinale a alternativa correta.

  • A.

    Durante os últimos 50 anos, o crescimento urbano transformou e inverteu a distribuição da população no espaço geográfico. Em 1945, a população urbana representava 45% da população total de 45 milhões. No início de 2000, a proporção de urbanização chegou a 65% do total de 120 milhões.

  • B.

    Com o avanço da urbanização e o desenvolvimento de novas técnicas e materiais de construção, as cidades brasileiras têm se tornado mais seguras e, embora a gestão de riscos em áreas urbanas seja um assunto importante no contexto da gestão das cidades, ele tem sido cada vez menos relevante na prevenção de acidentes.

  • C.

    As cidades informais (caracterizadas pelas áreas onde se localizam as favelas, os loteamentos populares irregulares e clandestinos nas periferias urbanas – em áreas de proteção ambiental, as ocupações coletivas de áreas urbanas, conjuntos habitacionais em condições precárias ou abandonados e habitações coletivas nas regiões centrais da cidade) estão cada vez mais concentradas na região sudeste do Brasil, notadamente na cidade do Rio de Janeiro.

  • D.

    As mudanças ocorridas no país a partir do processo de redemocratização, com a consequente municipalização e descentralização das políticas públicas, especialmente as de natureza social, levaram a uma maior concentração dos recursos na esfera municipal, o que acarretou a responsabilidade exclusiva dos municípios em dar soluções aos problemas e riscos da urbanização e de gestão ambiental nas cidades.

  • E.

    O urbanismo de risco é marcado pela inseguridade, seja do terreno, seja da construção ou da condição jurídica da posse de um determinado território.