Biologia Meio Ambiente


A Saúde Precária de uma Velha Senhora

O caso de São Paulo não é o único entre as metrópoles mundiais, ao menos em relação aos países em desenvolvimento. Mas é grave e não pode continuar ignorado, sob pena de custos crescentes pagos com o comprometimento da vida de seus moradores. Comparadas à situação de uma velha senhora submetida a uma série de exames para revelar a qualidade da saúde urbana, a cidade de São Paulo e toda sua região metropolitana são reprovadas em um conjunto de itens vitais que já afetam o presente e devem tornar-se críticos, se não irreversíveis, no futuro imediato.

(Revista Scientific American Brasil. ed. 95. abril 2010) (Disponível em http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/a_saude_precaria_de_uma_velha_senhora.html)

Os itens vitais de que fala o texto e que afetam a qualidade da saúde urbana nas grandes metrópoles, causando diretamente um grande número de doenças respiratórias são:


  • A.

    reduzida cobertura vegetal e baixa umidade do ar.

  • B.

    enchentes frequentes e reduzido tratamento de esgotos.

  • C.

    crescimento planejado e poluição atmosférica elevada.

  • D.

    poucas fontes de água potável e grande número de carros.

  • E.

    moradias em áreas de risco e impermeabilização elevada do solo.