Biologia Ecologia Ecologia de populações/Ecossistemas Teia e cadeia alimentar

Ecólogos da Universidade da Flórida estudaram lagos permanentes, os quais diferiam entre si quanto à presença e à ausência de peixes. Esses pesquisadores também observaram as áreas próximas a esses dois tipos de lagos e contabilizaram o número de indivíduos de diversas espécies de insetos.


Sabendo que as larvas das libélulas são presas dos peixes e que as libélulas adultas são as principais predadoras de insetos polinizadores na região estudada, assinale a alternativa que explica corretamente os prováveis efeitos da presença ou ausência dos peixes sobre a reprodução das plantas com flores por entomofilia.


  • A.

    O fato de os peixes predarem larvas de libélulas afeta a dinâmica populacional desse tipo de inseto, sem afetar o processo de entomofilia.

  • B.

    Os peixes não podem afetar a reprodução de plantas terrestres, pois vivem em um ambiente diferente do desses vegetais.

  • C.

    A ausência de peixes causará um aumento na quantidade de libélulas, o que favorecerá a ocorrência de polinização.

  • D.

    A chance de essas plantas serem polinizadas será maior nas regiões onde há lagos com peixes.