Biologia Virologia

Os vírus são sistemas vivos que não apresentam maquinaria citoplasmática suficiente para sua replicação, sendo, desta forma, dependentes de outras células, que infectam e então passam a produzir o seu material genético. De modo geral, os vírus são associados a doenças; entretanto, devido a esta estratégia metabólica, constituem-se em importantes ferramentas no tratamento de diversas doenças por meio da terapia gênica. As técnicas da terapia gênica consistem na introdução de um novo genoma na célula-alvo através de um vetor (transportador). Os processos do ciclo reprodutivo dos vírus que permitem o sucesso da sua aplicação na técnica de terapia gênica são entrada

  • A.

    e transporte do gene inserido até o núcleo da célula, entretanto, com bloqueio da transcrição do RNAm a partir do gene, mas com tradução do RNAm em proteína, secreção, fixação na membrana ou expressão citoplasmática da proteína.

  • B.

    e transporte do gene inserido até o núcleo da célula, transcrição do RNAm a partir do material genético original do vírus, tradução do RNAm em proteína, secreção, fixação na membrana ou expressão citoplasmática da proteína.

  • C.

    na célula, seleção dos genes virais essenciais para sua replicação no citoplasma, inserção destes genes no núcleo da célula, transcrição e tradução conforme esses genes, o que implica no sucesso de sua proliferação.

  • D.

    e transporte do gene inserido até o núcleo da célula, transcrição do RNAm a partir do gene, tradução do RNAm em proteína viral original (antes do inserto), que desencadeará a replicação do vírus e sua liberação na célula, o que reiniciará o processo.

  • E.

    e transporte do gene inserido até o núcleo da célula, transcrição do RNAm a partir do gene, tradução do RNAm em proteína, secreção, fixação na membrana ou expressão citoplasmática da proteína.