Questões de Concurso de Educação - Conhecimentos Específicos de um determinado Cargo/Área

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 1175473

Concurso Inspetor de Alunos 2019

Questão 48

Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível Fundamental

Luzia participou de um encontro de inspetores de alunos promovido pela Secretaria de Educação do município onde trabalha. Nessa ocasião, foi colocado que cabe à inspeção escolar a tarefa de contribuir na preparação dos educandos para a vida social. Tendo em vista que o mundo e a sociedade estão sofrendo mudanças profundas e constantes, é preciso que, em relação às suas práticas, os inspetores de alunos avaliem-nas e busquem

  • A.

    reconstruí-las se necessário.

  • B.

    atender ao que está “na moda”.

  • C.

    seguir o que mais agrada os alunos.

  • D.

    jamais alterá-las, a fim de dar segurança aos alunos.

  • E.

    copiar aquilo que estiver sendo aplicado nas escolas próximas.

Questão de Concurso - 1175479

Concurso Inspetor de Alunos 2019

Questão 50

Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP)

Nível Fundamental

José Roberto, interessado em ocupar o cargo de inspetor de alunos (Prefeitura de São Roque), foi conversar com alguns inspetores já antigos na função. Deles ouviu que o papel desse profissional vai muito além do de fiscalizador, pois enquanto membro da equipe escolar, ele atua como um mediador, mobilizando, articulando e orientando a comunidade interna e externa, a fim de que a escola cumpra da melhor forma possível seus objetivos. Assim sendo, enquanto mediador, ao inspetor cabe colaborar na prevenção da indisciplina empregando, com coerência,

  • A.

    a censura e a penalidade.

  • B.

    a repreensão e o castigo.

  • C.

    a punição e a reprimenda.

  • D.

    o diálogo e a compreensão.

  • E.

    a advertência e a comunicação aos pais.

Questão de Concurso - 1213058

Concurso

Questão 56

Nível

Vera, Auxiliar Técnica de Educação (ATE), iniciou o seu trabalho em uma escola da rede municipal de ensino de São Paulo que atende exclusivamente alunos surdos. A ATE acompanhou uma turma de educação infantil no momento do lanche, das brincadeiras e da higiene. Vera, muito animada, falou com as crianças articulando as palavras devagar enquanto olhava para elas, também leu para os meninos e meninas o cardápio do dia, as placas no banheiro e o alfabeto pintado na parede.

É correto afirmar que, de acordo com o Currículo da Cidade: Educação Especial: Língua Brasileira de Sinais, o objetivo da Educação Infantil é permitir que os bebês e crianças surdas possam ter um ambiente que permita

  • A.

    aprender a ler os lábios das pessoas ouvintes para começar a falar, da mesma forma que os alunos normais.

  • B.

    o aprendizado do alfabeto, das famílias silábicas e dos números por meio do método oralista.

  • C.

    ter os seus resquícios de audição estimulados, com o uso de aparelhos auditivos e a pronunciação repetitiva das palavras.

  • D.

    o desenvolvimento das bases precursoras para a aquisição da Língua Brasileira de Sinais.

  • E.

    nos primeiros dias de aula, memorizar a escrita e leitura de palavras, para fazer uso das plaquinhas de comunicação, por exemplo: banheiro, água, lanche e parque.

Questão de Concurso - 1182273

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 21

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Vivemos em um país e um mundo marcado pelo pluralismo de etnias, identidades, subjetividades e representações. Nesse sentido, o monitor socioeducativo precisa, em seu relacionamento interpessoal,

  • A.

    impor respeito aos educandos por meio de sua autoridade e regime disciplinar.

  • B.

    trabalhar a partir de um mesmo referencial cultural com todos educandos.

  • C.

    definir a cultura que possa garantir uma sólida aprendizagem a todos.

  • D.

    respeitar a diversidade cultural existente nos grupos de educandos.

  • E.

    transmitir valores e saberes de reconhecimento social e cultural.

Questão de Concurso - 1182277

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 22

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Planejamento é um processo que se preocupa com o “para onde ir” e “quais as maneiras adequadas de se chegar lá”, tendo em vista a situação presente e possibilidades futuras (...)


Nessa perspectiva, um planejamento deve conter

  • A.

    análise crítica das ações e intenções, onde se procura ampliar a consciência em relação aos problemas enfrentados no cotidiano da instituição.

  • B.

    os conhecimentos previstos nas diretrizes curriculares da educação básica, em conformidade com as indicações do mercado de trabalho.

  • C.

    propostas de referencial teórico para que os educadores possam aplicar as técnicas mais adequadas ao ensino.

  • D.

    objetivos instrucionais e comportamentais de intervenção nas interações com as crianças e adolescentes.

  • E.

    a descrição das ações individuais que deverão ser realizadas junto aos socioeducandos de seu grupo classe.

Questão de Concurso - 1182282

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 23

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Considere as seguintes atribuições do monitor socioeducativo:


I. Controlar a entrada e saída dos educandos na unidade, bem como a permanência dos mesmos na área interna da unidade.
II. Garantir a disciplina e segurança dos socioeducandos pautadas na Política de Promoção, Garantia e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da Fundação da Criança e do Adolescente (FCRIA).
III. Realizar atividades socioeducativas e recreativas visando a reeducação do adolescente infrator.
IV. Coordenar e executar sob orientação da equipe técnica, as atividades de orientação profissional dos adolescentes.

Está correto o que se afirma APENAS em

  • A.

    II e IV.

  • B.

    I e III.

  • C.

    I e II.

  • D.

    II, III e IV.

  • E.

    I, II e IV.

Questão de Concurso - 1182285

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 24

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Preocupado com a propagação da tuberculose em sua unidade de internação, um educador social desenvolveu uma atividade para debater as formas de contágio e prevenção da doença. Para uma melhor compreensão da gravidade da doença, o educador solicitou a um educando que acabara de contrair a doença que desse um depoimento sobre seu estado de saúde.


Essa prática educativa utilizada pelo educador está

  • A.

    correta, quando o educador estiver apoiado em teorias científicas que justifiquem suas explicações aos educandos.

  • B.

    incorreta porque o educando não tem conhecimento suficiente para explicar como se dá a contaminação da doença.

  • C.

    correta, pois esta forma de ensinar concretiza o problema e faz os educandos refletirem sobre as causas da doença.

  • D.

    correta, na medida em que o processo de ensino não é apenas expositivo, tornando o educando sujeito do seu processo de aprendizagem.

  • E.

    incorreta, pois a ele cabe resguardar o caráter confidencial das informações pertinentes ao atendimento ao socioeducando.

Questão de Concurso - 1182288

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 25

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Não é possível haver respeito aos educandos, à sua dignidade, a seu ser formando-se, à sua identidade fazendo-se, se não se levam em consideração as condições em que eles vêm existindo, se não se reconhece a importância dos conhecimentos que eles trazem de suas experiências de vida...


Nessa perspectiva de educação, observa-se a importância do

  • A.

    monitor socioeducativo transmitir o conhecimento correto ao educando.

  • B.

    diálogo na relação entre socioeducando e monitor socioeducativo.

  • C.

    reconhecimento do saber do monitor socioeducativo em um ensino de qualidade.

  • D.

    planejamento das ações educativas ser de competência da equipe técnica da FCRIA.

  • E.

    programa socioeducativo da FCRIA desenvolver cursos de preparação para o trabalho.

Questão de Concurso - 1182311

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 26

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Não adianta querer uma infância na escola, uma infância escolarizada, mantendo a infância sem moradia, com fome, dormindo na rua, ou dormindo amontoada em casa, uma infância sem carinho. Uma infância sem infância.


Nesse contexto, é correto afirmar que

  • A.

    o direito à educação é inseparável da pluralidade de direitos da infância e da adolescência.

  • B.

    as condições das mães que trabalham fora de casa impedem que seus filhos obtenham o direito a uma educação integral.

  • C.

    a família desestruturada não apresenta condições sociais, econômicas e afetivas de educar a criança ou o adolescente de forma sadia.

  • D.

    o crescente desinteresse da criança e do adolescente pela escola deve-se ao descaso de muitas famílias em relação à educação de seus filhos.

  • E.

    a falta de poder aquisitivo e a carência cultural das camadas populares provocam o baixo rendimento escolar dos educandos.

Questão de Concurso - 1182313

Concurso FCRIA Monitor Sócio Educativo 2018

Questão 27

Fundação Carlos Chagas (FCC)

Nível Médio

Em relação ao uso de álcool e outras drogas, a escola como instituição de intervenção social tem o papel de oferecer proteção aos adolescentes. Cabe à escola

  • A.

    supervisionar os educadores para verificar o conhecimento e aplicação da legislação para as devidas punições previstas.

  • B.

    impedir o consumo de álcool e drogas ilícitas por parte dos educandos, estando a criança ou o adolescente que não cumprir esta regra sujeito a regime de isolamento.

  • C.

    comunicar primeiramente ao Conselho Tutelar e depois às demais autoridades públicas, os casos de ingestão de álcool ou outras drogas dentro do espaço institucional.

  • D.

    construir um contexto de esclarecimento e promoção da importância da saúde, envolvendo temas que favoreçam o desenvolvimento quanto ao esclarecimento dos fatores de risco e os de proteção.

  • E.

    vigiar o consumo de álcool e uso de drogas, prioritariamente, no horário das atividades de esporte e lazer.