Direito Administrativo Controle da Administração Controle Administrativo

No tocante ao exercício do poder de autotutela pela Administração Pública, é correto afirmar:

  • A.

    O exercício, pela Administração Pública, do poder de anular seus próprios atos não está sujeito a limites temporais, por força do princípio da supremacia do interesse público.

  • B.

    Somente é admissível a cassação de ato administrativo em razão de conduta do beneficiário que tenha sido antecedente à outorga do ato.

  • C.

    É vedada a aplicação retroativa de nova orientação geral, para invalidação de situações plenamente constituídas com base em orientação geral vigente à época do aperfeiçoamento do ato administrativo que as gerou.

  • D.

    É possível utilizar-se a revogação, ao invés da anulação, de modo a atribuir efeito ex nunc à revisão de ato administrativo, quando se afigurar conveniente tal solução, à luz do princípio da confiança legítima.

  • E.

    Não é possível convalidar ato administrativo cujos efeitos já tenham se exaurido.