Direito Processual Penal Ação penal e ação civil ex delicto

Matheus foi vítima de crime de ação penal pública condicionada à representação. Logo após os fatos, compareceu em sede policial e, oralmente, manifestou ao Delegado o interesse em representar em face do autor dos fatos. Diante disso, foi oferecida denúncia pelo Ministério Público. Matheus, porém, se arrependeu e demonstrou interesse em se retratar da representação enquanto a denúncia não era recebida. Considerando apenas as informações narradas, é correto afirmar que Matheus:
  • A. não poderá se retratar da representação, já que o Código de Processo Penal não admite retratação, independentemente do momento, uma vez realizada a representação perante autoridade policial;
  • B. poderá se retratar da representação, mesmo após o recebimento da denúncia, em razão do princípio da disponibilidade da ação penal pública condicionada à representação;
  • C. não precisa se retratar da representação, pois esta foi inválida, já que realizada oralmente;
  • D. poderá se retratar da representação, tendo em vista que a denúncia não foi recebida;
  • E. não poderá se retratar da representação, tendo em vista que a denúncia já foi oferecida.