Engenharia Elétrica e Engenharia Eletrônica Proteção de sistemas elétricos

Considerando a alimentação de motores de indução, na proteção contra sobrecorrentes, normalmente se utilizam os fusíveis na proteção contra curto-circuitos, e o relé bimetálico ou térmico na proteção contra sobrecargas. Essa distribuição se deve, principalmente, ao seguinte fato:
  • A. Os valores nominais dos fusíveis não têm muita precisão; logo, não são adequados para esta aplicação, e, mesmo havendo fusíveis de corrente nominal próxima a do motor, não apresentarão boa proteção.
  • B. A corrente de partida de um motor é sempre muito elevada. Portanto, para a adequada proteção do motor, não se deve utilizar fusíveis.
  • C. As sobrecargas em um motor não ocasionam problemas em um intervalo de tempo pequeno, como um curtocircuito. Portanto, para esta função, pode ser um fusível retardado.
  • D. O curto-circuito no motor tem um valor de corrente próximo ao da corrente de partida no acionamento do motor, e, para evitar a sobrecarga, deve ser um fusível rápido atuando em conjunto com o relé bimetálico.
  • E. Para suportar a sobrecorrente de partida dos motores, os fusíveis, mesmo sendo retardados, devem ser de corrente nominal bem acima da corrente nominal do motor e portanto não protegem contra sobrecarga.