Questões de Concursos Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL)

Ver página IMBEL Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 351333

Concurso IMBEL Assistente Administrativo 2004

Questão 5

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Médio

Do ponto de vista estrutural, temos uma conjunção destacada, estabelecendo elo entre as orações do período, apenas em:

  • A.

    "...a mídia atravessa uma de suas piores crises econômicas, cujas causas são complexas..."

  • B.

    "...personagens e fatos políticos mantêm uma considerável massa de leitores, que não se expandem..."

  • C.

    "...por mais que se especule se o ministro tal está sendo fritado..."

  • D.

    "Daí a insistência da mídia em divulgar grandes matérias..."

  • E.

    "...que a violência urbana deve ser combatida pelo mutirão de cidadãos conscientizados."

Questão de Concurso - 28971

Concurso IMBEL Advogado Tributarista 2004

Questão 7

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

"Assim, lia e recortava todas as notícias que saíam sobre Imposto de Renda..."

A palavra destacada no excerto é classificada, respectivamente, no campo da morfologia e da sintaxe como

  • A.

    pronome – sujeito

  • B.

    sujeito – pronome

  • C.

    conjunção – sujeito

  • D.

    objeto direto – conjunção

  • E.

    conjunção – objeto direto

Questão de Concurso - 28883

Concurso IMBEL Advogado Tributarista 2004

Questão 1

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

Até que o Leão nos separe


Ele era de fazer as coisas certinho, sobretudo quando se tratava de obrigações legais. Assim, lia e recortava todas as notícias que saíam sobre Imposto de Renda, comprava todos os manuais que encontrava em bancas de jornal. Tendo estudado bem a questão, decidiu que ele e a mulher deveriam fazer declaração em separado. Será a primeira coisa que não faremos juntos em 12 anos de casados, disse a ela, brincando. A esposa, mulher bonita e bem mais jovem do que ele, concordou, como sempre. Mas disse que faria a sua própria declaração. O que o deixou surpreso. Acho que você não entende dessas coisas, ponderou. Ela admitiu que, de fato, não era de fazer cálculos e preencher formulários; estava, porém, na hora de aprender.

Ainda desconcertado, ele concordou, pedindo, porém, que ela o consultasse em caso de dúvida.

Não falaram mais sobre o assunto. Alguns dias antes do prazo final, ele, sempre intrigado, perguntou sobre a declaração. Já entreguei, disse ela. O que, mais uma vez, foi uma surpresa. Ela contou que a tarefa se revelara mais complexa do que parecia e resolvera, por isso, procurar um contador. Que já enviara a declaração pela internet.

Àquela altura, ele estava francamente desconfiado. Encontrando numa gaveta o cartão do contador, resolveu investigar. Por sorte, tinha uma parente que trabalhava no escritório do homem. Essa parente obteve uma cópia da declaração. E o que viu ali deixou-o estarrecido.

Em primeiro lugar, a mulher ganhava muito mais do que ele imaginava. O que, agora dava-se conta, explicava os belos vestidos, os sapatos de luxo, a despesa nos salões de beleza. Em segundo lugar, ela tinha duas fontes de renda. Uma era a que ele conhecia: a mulher era auxiliar de escritório numa grande multinacional. Mas os ganhos ali eram modestos, sobretudo quando comparados aos resultantes da segunda fonte, uma empresa registrada sob o enigmático nome de Erotex.

Ele agora vive um dilema: deve ou não descobrir o que é essa tal de Erotex? O machismo ofendido diz que sim: o marido tem de saber o que a mulher faz nas horas vagas, ou não tão vagas assim. Por outro lado, é possível que a função dela na tal empresa nada tenha a ver com erotismo; quem sabe se trata de algo puramente administrativo. Além disso, não é pouco o dinheiro que ela ganha.

Claro, a mulher poderia ter sonegado e, com isso, ele, pelo menos, não ficaria sabendo. Mas não é do estilo dela. Como o marido, em termos de obrigações legais, ela faz tudo certinho.

(Moacyr Scliar, Folha de S. Paulo, 28/04/03)


De acordo com o texto, assinale abaixo a alternativa correta.

  • A.

    O marido estava em dia com suas obrigações legais apenas no que concerne ao Imposto de Renda

  • B.

    O marido passa por uma gradação de sentimentos em relação à mulher: vai da surpresa ao estarrecimento

  • C.

    O que desencadeia a desconfiança do marido em relação à esposa é que ela tinha salário superior ao dele.

  • D.

    O contador, na verdade, foi contratado pela mulher para encobrir as suas traições.

  • E.

    A descoberta da segunda fonte de renda da mulher é, para o marido, a revelação de que ele estava sendo traído.

Questão de Concurso - 28909

Concurso IMBEL Advogado Tributarista 2004

Questão 3

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

Assinale a alternativa que preenche adequadamente as lacunas do período abaixo. O _________ de desconfiança fez com que o marido _________ em _________ a honestidade da esposa.

  • A.

    excesso – pusesse – xeque

  • B.

    excesso – puzesse – cheque

  • C.

    exceço – puzesse – xeque

  • D.

    exceço – pusesse – cheque

  • E.

    ecesso – pusesse – xeque

Questão de Concurso - 28924

Concurso IMBEL Advogado Tributarista 2004

Questão 4

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

Dentre as alternativas abaixo, há apenas uma que não apresenta ambigüidade. Indique-a.

  • A.

    "recortava" e "certinho"

  • B.

    "brincando" e "formulários"

  • C.

    "trabalhava" e "erotismo"

  • D.

    "puramente" e "multinacional"

  • E.

    "sobretudo" e "beleza"

Questão de Concurso - 28937

Concurso IMBEL Advogado Tributarista 2004

Questão 6

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

Em relação aos trechos abaixo:

I. "...não era de fazer cálculos e preencher formulários; estava, porém, na hora de aprender."

II. "...a tarefa se revelara mais complexa do que parecia e resolvera, por isso, procurar um contador."

III. "...é possível que a função dela na tal empresa nada tenha a ver com erotismo..."

É possível afirmar, a partir das conjunções destacadas, que

  • A. no trecho I, o período é simples
  • B.

    no trecho II, o período é composto por subordinação

  • C.

    no trecho III, o período é composto por coordenação.

  • D.

    nos trechos I e II, os períodos são compostos por coordenação.

  • E.

    nos trechos II e III, os períodos são compostos por subordinação.

Questão de Concurso - 28957

Concurso IMBEL Advogado Tributarista 2004

Questão 5

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

As palavras do texto que são formadas, respectivamente, pelos mesmos processos de maldade e irreal , são:

  • A.

    "recortava" e "certinho"

  • B.

    "brincando" e "formulários"

  • C.

    "trabalhava" e "erotismo"

  • D.

    "puramente" e "multinacional"

  • E.

    "sobretudo" e "beleza"

Questão de Concurso - 29529

Concurso IMBEL Auditor 2004

Questão 1

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

Marque dentre as alternativas abaixo, a única incorreta.

  • A.

    O título Até que o Leão nos separe faz alusão às cerimônias matrimoniais religiosas.

  • B.

    O autor utiliza os discursos direto e indireto na construção de sua obra.

  • C.

    Erotex é o nome da empresa na qual a mulher do narrador trabalha

  • D.

    O marido passa por uma gradação de sentimentos em relação à mulher: vai da surpresa ao estarrecimento.

  • E.

    O final do texto ironiza o marido pelo fato de a mulher, assim como ele, fazer as coisas certinho no que se refere às obrigações legais.

Questão de Concurso - 29540

Concurso IMBEL Auditor 2004

Questão 2

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Superior

2. "Tendo estudado bem a questão, decidiu que ele e a mulher deveriam fazer declaração em separado. Será a primeira coisa que não faremos juntos em 12 anos de casados, disse a ela, brincando. A esposa, mulher bonita e bem mais jovem do que ele, concordou, como sempre." As palavras destacadas no excerto são, respectivamente:

  • A.

    advérbio – conjunção – preposição – advérbio

  • B.

    advérbio – pronome – artigo – adjetivo

  • C.

    adjetivo – pronome – artigo – advérbio

  • D.

    adjetivo – conjunção – preposição – adjetivo

  • E.

    adjetivo – conjunção – preposição – advérbio

Questão de Concurso - 351329

Concurso IMBEL Assistente Administrativo 2004

Questão 1

Cetro Concursos Públicos (CETRO)

Nível Médio

Leia o texto a seguir e responda as questões 1 e 2.

Leia o texto a seguir e responda as questões 1 e 2.


Jornais de ontem e de hoje


Todos sabemos que a mídia atravessa uma de suas piores crises econômicas, cujas causas são complexas e sobre as quais falta-me autoridade para falar. Como simples usuário de jornais, revistas, rádios e TVs, acompanho a caça aos leitores e à publicidade, os dois tradicionais esteios da operação de manter um veículo em vida orgânica.

Os custos exagerados da indústria midiática desequilibraram a equação, e vejo emocionado à procura de fórmulas salvadoras. Um detalhe salta aos olhos: política, personagens e fatos políticos mantêm uma considerável massa de leitores, que não se expandem, pelo contrário, envelhecem e se fadigam das mesmices de cada crise, de cada escândalo, de cada articulação.

O esporte é a porta de entrada dos jovens para a mídia, funciona e funcionará sempre, mas condicionado às emoções de cada modalidade, ao desempenho de craques, às variantes dos torneios e chaves.

No último domingo, examinando a capa das revistas semanais e as principais chamadas dos jornais, verifiquei que saúde, beleza e comportamento são as pautas hoje prioritárias na conquista dos leitores. Por mais emocionante que seja a briga pelo novo salário mínimo, por mais que um senador convide outro senador para brigar lá fora, por mais que se especule se o ministro tal está sendo fritado, nada disso faz aumentar as vendas avulsas nem chega a impressionar o universo potencial de consumidores.

Daí a insistência da mídia em divulgar grandes matérias provando que o fumo mata, que o câncer pode ser curado, que os hábitos alimentares condicionam beleza, saúde e rendimento escolar, que a violência urbana deve ser combatida pelo mutirão de cidadãos conscientizados.

Antigamente, fundava-se um jornal ou uma revista para ser do fulano ou do sicrano. Era o jornal do Patrocínio, do Ruy, do Assis Chateaubriand. Esse tempo passou. Hoje, o jornal é do leitor.


(Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 16/06/04)



Segundo o texto, os jornais

  • A.

    (A) passam por séria crise econômica em decorrência da perda de leitores para uma outra mídia: a televisão.

  • B.

    são mantidos pelas verbas publicitárias.

  • C.

    Atualmente, são mais controlados por seus donos, pois estes interferem naquilo que pode ou não ser publicado.

  • D.

    não apresentam mais grandes matérias a respeito de assuntos diversos.

  • E.

    sofrem forte influência dos políticos em suas publicações.