Lei nº 8.069/1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente / ECA Disposições Preliminares (art.1º ao 6º)

Segundo as orientações técnicas sobre o Serviço do Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) a acolhida “é, na maioria das vezes, o processo de contato inicial de um indivíduo ou família com o PAIF – não raramente é o primeiro contato ‘qualificado’ da família com o SUAS. Consiste no processo inicial de escuta das necessidades e demandas trazidas pelas famílias, bem como de oferta de informações sobre as ações do serviço, da rede socioassistencial, em especial do CRAS e demais políticas setoriais”.

Sobre a acolhida, é correto afirmar:

  • A. A acolhida particularizada é o processo de acolhida de uma família, ou de algum de seus membros, de modo singular.
  • B. A acolhida pode ser feita exclusivamente particularizada.
  • C. A acolhida particularizada oportuniza às famílias o compartilhamento e a identificação de demandas em comum.
  • D. A acolhida em domicílio pode ser realizada sem o consentimento da família.
  • E. A acolhida no domicilio pode ser utilizada no caso em que o responsável pela família apresentar dificuldades de acesso ao CRAS, por impossibilidade de locomoção, exclusivamente em caso de doenças.