Questões de Concurso de Função textual dos vocábulos - Língua Portuguesa

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão de Concurso - 161359

Concurso

Questão 11

Nível

Nas orações:

I - "Quanto" menino bonito!

II - Maria não sabe nem "quanto" odeia o padrasto.

A palavra "quanto" tem, respectivamente, valor:

  • A.

    de intensidade - de intensidade.

  • B.

    de indefinição - de intensidade.

  • C.

    de indefinição - de indefinição.

  • D.

    de intensidade - de indefinição.

Questão de Concurso - 134058

Concurso DPF Policial Federal / Escrivão 2001

Questão 4

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Com respeito às idéias do texto III, julgue os itens a seguir.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 134059

Concurso DPF Policial Federal / Escrivão 2001

Questão 5

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Com respeito às idéias do texto III, julgue os itens a seguir.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 134169

Concurso DPF Policial Federal / Escrivão 2001

Questão 2

Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB (CESPE/CEBRASPE)

Nível Superior

Julgue os itens a seguir, a respeito do emprego das estruturas lingüísticas do texto V.

As relações semânticas entre os dois primeiros períodos do texto permitiriam iniciar o segundo período com a conjunção No entanto.

  • C. Certo
  • E. Errado

Questão de Concurso - 80620

Concurso

Questão 7

Nível

"Ainda que especulassem mais, nada descobririam." O enunciado destacado exprime idéia de:

  • A.

    condição

  • B.

    conformidade

  • C.

    concessão

  • D.

    conseqüência

Questão de Concurso - 206431

Concurso PC/RJ Policial Civil / Perito Legista / Medicina - Área Anatomia 2001

Questão 11

Núcleo de Computação Eletrônica UFRJ (NCE)

Nível Superior

LONGEVIDADE

                                                                       Walter Benevides

Pouquíssimas são as longevidades justificáveis. Curta ou longa, a vida deveria encerrar-se logo ao cessar a missão de quem viveu: criar um filho, realizar uma obra, fazer uma guerra, perpetrar um crime... Existências exemplares que souberam quando terminar! Desgraçadamente essa ciência a mais ninguém hoje se concede, empenhada que anda a medicina em proporcionar meras e miseráveis sobrevivências.

Pouquíssimasnão eqüivale semanticamente a:

  • A. mínimas;
  • B. raríssimas;
  • C. muito poucas;
  • D. extremamente raras;
  • E. bastante poucas.