Língua Portuguesa Morfossintaxe do período Concordância verbal e nominal (sintaxe de concordância)

Analisadas as relações de concordância ou de regência estabelecidas no texto, é correto afirmar que:
  • A. Em “A maioria dos programas estatais brasileiros adotou o termo ‘diversidade’” (l. 5), há um problema de concordância: o autor deveria ter empregado o verbo “adotar” no plural.
  • B. A palavra “internas” (l. 7) poderia ter sido empregada no singular, concordando, assim, com a palavra “nação”.
  • C. A forma verbal “exigem” (l. 15) poderia estar no singular, concordando com o núcleo do sujeito a que se vincula: “existência”.
  • D. Em “corroborando o discurso da tolerância” (l. 11), há um problema de regência verbal, pois o verbo “corroborar” é transitivo indireto e rege a preposição “com”.
  • E. Em “corroborando o discurso da tolerância” (l. 11), a regência verbal está correta, pois o verbo “corroborar” é transitivo direto e, como tal, não rege preposição.