Medicina Especialidade Acunpuntura

Certo paciente de 52 anos de idade compareceu ao pronto atendimento levado pela família, relatando apresentar, há cerca de 30 minutos, desconforto precordial em “aperto”, sensação de ansiedade, taquicardia e sudorese. Refere que os sintomas se iniciaram após uma discussão exacerbada com os familiares a respeito de “opiniões políticas”. Relata quadro prévio de diabetes mellitus tipo 2 (DM2) e hipertensão arterial sistêmica (HAS), em uso de anti-hipertensivos e hipoglicemiantes orais. A esposa informa que o paciente faz uso de inibidores seletivos de recaptação de seratonina (ISRS) para controle de transtorno de ansiedade. Nega uso de outras medicações e alergias medicamentosas. Nega presença de outras comorbidades neuropsiquiátricas prévias ou atuais. Nega histórico prévio de traumas ou de hemorragias por quaisquer vias. Na avaliação inicial, o paciente mostra-se em estado geral regular, com fácies de dor, sem particularidades à ausculta pulmonar e cardíaca. PA = 190 mmHg x 120 mmHg; FC = 112 bpm; Sat = 96%; e FR = 28 irpm.

A respeito desse caso clínico e considerando os conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

Em caso de confirmação diagnóstica de um infarto agudo do miocárdio (IAM) com supradesnivelamento de segmento ST, e havendo a impossibilidade de encaminhar-se o paciente para realização de reperfusão por angioplastia, pode-se indicar a reperfusão por trombólise, pois ele não apresenta contraindicações absolutas ou fatores de risco para sangramentos com o uso de trombolíticos.

  • C. Certo
  • E. Errado