Medicina Especialidade Acunpuntura

Um paciente de 83 anos de idade, tabagista (consumiu 1 maço/dia durante 50 anos), já diagnosticado previamente com quadro de DPOC, chegou à emergência levado pela filha. Refere queixa de tosse produtiva, com aumento da frequência de tosse e escarro, apresentando fadiga e sensação de mal-estar. A filha relata que o paciente já apresentou dois episódios semelhantes durante o ano, sendo tratado com antibioticoterapia. Leva consigo uma espirometria recente, com VEF1 = 47% do previsto e VEF1/CVF < 70%. O paciente apresenta-se em regular estado geral, dispneico, sonolento e confuso, com presença de roncos e estertores difusos à ausculta pulmonar. Observam-se temperatura axilar (Tax) = 38,1 ºC, FR = 32 irpm, Sat = 92% e PA = 110 mmHg x 65 mmHg, FC = 110 bpm.

No que se refere a esse caso clínico e com base nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

Quanto à estratificação de gravidade do DPOC proposta pelo guideline Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease (GOLD), a espirometria do paciente o encaixa no estadiamento GOLD II.

  • C. Certo
  • E. Errado