Medicina Especialidade Alergologia

Um paciente de dois anos de idade, portador de encefalopatia crônica não evolutiva secundária à anóxia neonatal e epilepsia, em uso correto e regular de fenobarbital, sem escapes convulsivos há mais de um ano segundo a mãe, passou em consulta ambulatorial há cerca de dez dias, quando foi orientado o uso de baclofeno. Há um dia, o paciente evoluiu com dois episódios de crises convulsivas tônico-clônicas com duração menor que cinco minutos, entretanto a família não o levou ao serviço de emergência, pois julgou que as crises eram de curta duração. Há vinte minutos, o paciente voltou a apresentar crise convulsiva tônico-clônica generalizada e, como não apresentou resolução espontânea, foi levado ao serviço de emergência.

Com base nessa situação hipotética, assinale a alternativa correta.

  • A. Após resolução do quadro convulsivo, estão indicados a coleta de líquor e exames gerais para investigação de processo infeccioso.
  • B. A administração de benzodiazepínico via intramuscular não deve ser considerada, pois o paciente está em vigência de crise convulsiva.
  • C. Após tratamento do quadro convulsivo, deve-se realizar a anamnese, em diferentes momentos, para investigar síndrome de maus tratos.
  • D. Após tratamento do quadro convulsivo, deve-se realizar a anamnese, em diferentes momentos, para investigar síndrome de maus tratos.
  • E. O baclofeno pode reduzir o limiar de convulsão, sendo a provável causa da descompensação.